Centro de Treinamento do Fluminense sofre roubo milionário

Na ação, os criminosos levaram mais de 10 mil camisas do clube que estão avaliadas em R$ 2 milhões

Por O Dia

Camisas estão sendo usadas em um plano de marketing do clubeReprodução Instagram / Pedro Antônio

Rio - No último dia 29 de abril, o local onde o Centro de Treinamento do Fluminense está sendo construído, na Zona Oeste do Rio, sofreu um roubo milionário. O CT é localizado na Barra da Tijuca e fica nos fundos da Escola do Sesc (Av. Ayrton Senna, 5677), na Barra da Tijuca.

De acordo com as informações da Polícia Civil, foram levadas mais de 10 mil camisas oficiais da antiga patrocinadora do clube. O montante total dos peças tem o valor estimado em R$ 2 milhões. Os agentes ainda informaram que três homens armados com pistola e revólver renderam dois funcionários da guarita. Além das camisas, foram levados dois computadores, ferramentas e aparelhos celulares. O procedimento foi encaminhado à Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), que investiga o caso.

Em nota, o Fluminense informou que durante a madrugada do último sábado, sofreu um assalto na área do Centro de Treinamento, em fase final de construção, na Barra da Tijuca. Bandidos armados roubaram material de vestuário esportivo, estocado temporariamente no local para uso exclusivo no programa de doação para as obras do CT, além de algumas ferramentas e um computador.

Itens de colecionador

As camisas roubadas não existem em lojas e são de um modelo inédito da Adidas, antiga fornecedora de material esportivo do clube. As vestimentas seriam lançadas este ano, mas com a troca para a nova fornecedora Dry World, acabaram virando item de colecionador. As camisas vêm sendo usadas em um plano de marketing para arrecadar verba para a construção do Centro de Treinamento do clube.

Reportagem do estagiário Luís Araújo

Últimas de Rio De Janeiro