Corpo de ex-militar morto em Cascadura é enterrado

Vítima foi baleada sem esboçar reação

Por O Dia

Rio - O corpo do capitão reformado do Exército Ronaldo Ignácio dos Santos Lima, de 57 anos, foi enterrado, no fim da manhã desta quinta-feira. Ronaldo foi morto na frente do filho, em Cascadura, na Zona Norte, na tarde desta quarta-feira, durante assalto. Durante o sepultamento a mãe de Ronaldo estava inconsolável e recebeu apoio de familiares e amigos. O filho da vítima também se mostrou bastante abalado.

Os criminosos confundiram uma maleta de ferramentas que ele levava com um malote de dinheiro transportado por seguranças de empresas. A vítima estava em seu carro particular, usado para os serviços de manutenção de sistemas de segurança e informática feitos por sua empresa. O crime ocorreu quando eles passavam pela Rua Itamarati, próximo a um colégio. Os suspeitos estavam em um carro preto e interceptaram o carro do ex-militar.

Os dois homens armados renderam Ronaldo e seu filho, pegaram a maleta com ferramentas e pediram a carteira do ex-militar. Segundo policiais, os bandidos atiraram quando a vítima estava tirando a carteira do bolso, mesmo sem que ela esboçasse reação alguma.

Ronaldo foi socorrido pelo filho e levado no próprio carro ao Hospital Norte D’Or, mas não resistiu aos ferimentos. O ex-militar foi fundador do motoclube “Des-garrados”, que funciona em Bangu, na Zona Oeste, e também mantinha uma ONG.

 
 
 
 

Últimas de Rio De Janeiro