Arapuan Medeiros da Motta morre aos 81 anos no Rio

Fundador da Unisuam, ele é considerado um guerreiro na luta pela melhoria do ensino brasileiro

Por O Dia

Rio - Morreu nesta terça-feira, no Rio, aos 81 anos, o professor Arapuan Medeiros da Motta, fundador da Sociedade de Ensino Augusto Motta, Unisuam, considerado um guerreiro na luta pela melhoria do ensino brasieiro. As causas da morte não foram reveladas. O velório será nesta quarta-feira, às 10h, na Ordem Terceira da Penintência, no Caju, na Capela Histórica, e o sepultamento, às 13h30.

Além de figuras proeminentes da sociedade e de gama de excelentes profissionais formados em seu estabelecimento, o professor Arapuan orgulhava-se de ter contribuído para o desenvolvimento do bairro onde nasceu e cresceu, Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. Hoje, grande parte do comércio no bairro gira em torno das demandas da universidade e seus funcionários. O educador é autor do livro 'Poética do Viver', uma coletânea de textos onde se autodefine como um amante da vida e que busca colocar o sentimento em tudo que fazia.

Arapuan Medeiros da Motta morreu no Rio nesta terça-feiraDivulgação

Arapuan Medeiros da Motta nasceu em 17 de janeiro de 1935, em Bonsucesso. Cursou o ginasial e o científico (como ram conhecidos os ensinos Fundamental e Médio) no Colégio Militar do Rio de Janeiro. Concluiu os estudos na Academia Militar das Agulhas Negras – Aman, em 1959, de onde saiu aspirante do curso de Intendência. Posteriormente, foi nomeado instrutor e professor em comissão da mesma Aman. O gosto pelos estudos levou-o a frequentar a Uerj e Universidade Gama Filho, graduando-se em Economia e Geografia.

Em meio às experiências e carreiras institucionais, assumiu o projeto de formação e fundação da Suam, em 1970, ao lado de sua mãe, professora Amarina Motta. Desde então, se dedicou exclusivamente à causa da educação, construindo também a família que perpetua sua obra. 

Últimas de Rio De Janeiro