Prefeitura adia inauguração do VLT para o dia 5 de junho

Abertura estava marcada inicialmente para o próximo domingo, mas foi adiada por medidas de segurança

Por O Dia

Rio - A Prefeitura anunciou, através da Secretaria de Transportes e da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto, que a inauguração do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) será adiada para o dia 5 de junho. Estava marcado para o próximo domingo a abertura do serviço.

Em nota, a Secretaria Municipal de Transportes informou que de olho na segurança da população vem adotando medidas para garantir o melhor atendimento, conforto e agilidade no início da operação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Nesse sentido, segundo a Secretaria, o período de adaptação dos cariocas à nova configuração viária do Centro do Rio foi estendido e a inauguração do primeiro trecho do VLT foi transferida para o dia 5 de junho.

O primeiro trecho do VLT%2C ligando a Rodoviária ao aeroporto Santos Dumont%2C seria inaugurado dia 22 de maioAlexandro Auler

Ainda segundo a Secretaria, desde o dia 7 de maio, alterações viárias estão sendo implementadas no Centro, como a inversão de mão de vias importantes e a reabertura da Avenida Rio Branco para carros. Após o início da operação do VLT, em junho, serão oito fases de implantação.

Por fim, informam que a prioridade é garantir a segurança plena para os futuros passageiros e o melhor convívio entre pedestres, veículos e o novo modal. Como os VLTs vão circular por áreas com grande movimentação de pessoas e carros, é imprescindível que os cariocas estejam preparados e atentos ao circular pelo Centro do Rio.

Protesto estava marcado para a inauguração

Por se tratar de uma obra que visa os Jogos Olímpicos Rio 2016, era esperado que o presidente em exercício Michel Temer estivesse presente na inauguração do Veículo Leve sobre Trilhos. Diante disso, opositores ao seu governo convocaram uma manifestação contra Temer para o local da inauguração. O ato é convocado pela frente "Povo sem Medo" e até a tarde desta quarta-feira já tinha quase 20 mil pessoas confirmadas. 

Últimas de Rio De Janeiro