New York Times culpa PMDB pela crise no Estado do Rio

Subornos, descaso com infraestrutura e insegurança são alguns dos problemas que, segundo o jornal americano, foram frutos da má gestão do partido

Por O Dia

Rio - O PMDB é o responsável pela crise que o Estado do Rio enfrenta, na avaliação do The New York Times, principal jornal dos Estados Unidos. Subornos, descaso com infraestrutura e insegurança são alguns dos problemas que, segundo o jornal americano, foram frutos da má gestão do partido na cidade.

“O mesmo partido que criou uma confusão no Rio está comandando o país”, apontou a publicação, que cita as ocupações nas escolas públicas. “Os estudantes protestam contra cortes na educação”, denuncia o New York Times, enfatizando que políticos locais que ajudaram a trazer os Jogos Olímpicos para a cidade são acusados do desvio de recursos públicos.

O jornal americano criticou o governo do PMDB em todas as esferas, nem Eduardo Paes — que afirma que as contas do município estão em ordem — foi poupado. “Sua administração enfrenta acusações de inépcia envolvendo alguns projetos olímpicos, com destaque para o colapso em abril de parte da nova ciclovia do litoral”, afirma sobre o prefeito.

A indústria petrolífera, maior arrecadadora de recursos do governo estadual, também foi duramente criticada pelo jornal, que apontou a queda no recolhimento de royalties de US $ 3,5 bilhões, em 2014, para US $ 1 bilhão este ano.

Procurados pelo O DIA, Sérgio Cabral (ex-governador), e Jorge Picciani (presidente do PMDB e da Alerj) não retornaram os contatos. O PMDB não se pronunciou sobre o assunto até o fechamento desta edição, mesmo posicionamento adotado pelo deputado e secretário de Estado de Esporte, Marco Antônio Cabral.

A assessoria do governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), afirmou que o assunto é partidário, e que não comentaria sobre o assunto. O governador afastado, Luiz Fernando Pezão não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Últimas de Rio De Janeiro