Informe do Dia: Bolsonaro oficializa pré-candidatura a prefeito do Rio amanhã

Campanha de Flávio será mais light que as do pai, Jair Bolsonaro, sempre acusado de racismo e homofobia

Por O Dia

Rio - O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC) oficializa amanhã sua pré-candidatura a prefeito do Rio. Mais polido que o pai, Jair Bolsonaro, Flávio recebeu apoio total do presidente do partido, Pastor Everaldo, para fazer uma campanha de “gente grande”, com direito a uma superestrutura.

A campanha de Flávio será mais light que as do pai, sempre acusado de racismo e homofobia. Os contra-argumentos já estão decorados para os debates: quando a acusação for de racismo, Flávio citará o padrasto negro.

Homofobia atenuada
Flávio Bolsonaro dirá na campanha que a “vida sexual das pessoas diz respeito apenas às pessoas”, diferentemente do que faz o pai. Mas com ressalvas em relação aos jovens. Estes têm de ser héteros.

No outro lado
Pelo Psol, na terça-feira, o advogado André Barros lança sua pré-candidatura a vereador. Ele costuma brincar que foi o revolucionário mais novo da história do Brasil.

Sequestro
Em 1969, com apenas três anos, André teve participação no sequestro do embaixador americano Charles Elbrick. É sério.

Tia guerrilheira
O advogado é sobrinho de Vera Silvia Magalhães, uma das figuras mais importantes do país na luta contra a ditadura defendida pela família Bolsonaro. A briga vai ser boa.

Por Caio Barbosa (Interino)

Últimas de Rio De Janeiro