Justiça determina soltura de mulher que mandou negro 'voltar para o quilombo'

Caso ocorreu em um supermercado no Leblon, Zona Sul do Rio, no último sábado à noite

Por O Dia

Rio - Presa em flagrante no último sábado à noite após mandar o funcionário de um supermercado voltar para o "quilombo" e para a "senzala", Maria Francisca Alves de Souza, 58 anos, conquistou nesta segunda-feira a liberdade provisória.

A Justiça do Rio aceitou um pedido do Ministério Público, alegando não ter encontrado os "motivos autorizadores da custódia preventiva". A mulher deve deixar ainda hoje a Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu.

LEIA MAIS: Mulher é presa por racismo em bairro nobre na Zona Sul

No sábado, Maria Francisca ofendeu um funcionário do supermercado Zona Sul, situado na Rua Dias Ferreira, uma região de bares e restaurantes do Leblon, bairro nobre da Zona Sul. Testemunhas contaram a uma equipe de TV que ela ofendeu o funcionário, que é negro, após um desentendimento. Na TV, ela se justificou, dizendo que "senzala" e "quilombo" são expressões que exaltam a "raça negra". O caso foi registrado na 14ª DP (Leblon). 

Últimas de Rio De Janeiro