MP pede prisão de três homens acusados de ameaçar ex-vereador

Genivaldo Ferreira Nogueira sofreu uma tentativa de homicídio, na manhã desta segunda-feira

Por O Dia

Rio - O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) pediu, na tarde desta segunda-feira, a prisão do ex-prefeito e ex-presidente da Câmara de Magé Anderson Cozzolino, de Fabio Figueiredo Moraes e de Fernando Abrahão, empresário e ex-procurador-geral da Câmara de Vereadores. Denunciados pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), eles são acusados de realizar ameaça de morte, sequestro e uso de violência contra Genivaldo Ferreira Nogueira, no último dia 1º, para que ele mudasse seu depoimento na Justiça.

?LEIA MAIS: Ex-vereador sofre tentativa de homicídio em Magé

Por causa de seu testemunho sobre as acusações no processo, Genivaldo sofreu um sequestro no dia 1º de junho, quando foi jogado a força dentro de um carro branco. Recebeu ameaças contra ele e contra sua família. Em seguida, ele esteve no MP e acusou Anderson Cozzolino, Fabio Moraes, Fernando Abrahão e um quarto homem armado, não identificado, dos crimes de coação no curso do processo e sequestro. Com este novo depoimento, ratificado por três testemunhas, o MPRJ pediu as prisões dos envolvidos.

Na manhã desta segunda-feira, Genivaldo sofreu um atentado, por voltas das 7h, em Magé, perto de uma loja de material de construção. Homens armados fizeram vários disparos contra a caminhonete da vítima, que não foi atingida em razão da blindagem de seu veículo.

Últimas de Rio De Janeiro