PF cumpre mandado no consórcio responsável pelas obras de Deodoro

Investigações apontam para fraudes no transporte e na destinação dos resíduos sólidos

Por O Dia

Rio – A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira mandado de busca e apreensão na sede administrativa do consórcio responsável pelas obras do Complexo Esportivo Deodoro, local de competições durante as Olimpíadas Rio 2016.

Policias federais cumprem também mandados em duas empresas que teriam prestado serviços para a construtora responsável pela execução das obras. As investigações apontam para fraudes no transporte e na destinação dos resíduos sólidos, com a falsificação de documentos públicos e a oneração de custos.

LEIA MAIS:

Aécio Neves e Eduardo Paes são alvo de novo inquérito

Nova 'praia' do Complexo Esportivo de Deodoro ‘bomba’ logo no início de 2016

Instalações esportivas serão entregues para o lazer da população de Deodoro

Ouro para o Brasil no evento-teste de Rúgbi, em Deodoro

Lago artificial a ser usado nos Jogos se transforma em piscinãoSeverino Silva / Agência O Dia

Em razão dos elementos colhidos até o momento, o juízo da 3ª. Vara Federal Criminal determinou o bloqueio de R$ 128 milhões que seriam destinados ao pagamento do Consórcio Complexo Deodoro.

A ação acontece com o apoio da Controladoria-Geral da União, da Receita Federal do Brasil e do Ministério Público Federal.

Últimas de Rio De Janeiro