Informe do Dia: Vice-prefeito da chapa de Pedro Paulo será do PDT

Nome preferido dos peemedebistas para o cargo é Cidinha Campos. No entanto, há um mês, ela disse que recusaria

Por O Dia

Rio - O posto de vice-prefeito do Rio na chapa do pré-candidato Pedro Paulo Carvalho (PMDB) já tem partido definido. Ficará mesmo com o PDT. Há duas semanas, um dos principais pedetistas a favor de uma aliança de oposição à esquerda, Everton Gomes, ganhou de Eduardo Paes, em troca do apoio, a direção da Fundação Parques e Jardins.

O nome preferido dos peemedebistas para o cargo de vice é o de Cidinha Campos — há cerca de um mês, no entanto, ela disse que recusaria o convite. O ex-ministro do Trabalho Brizola Neto corria por fora, mas pretende se candidatar à prefeitura de São Gonçalo.

Dois Brizolas
A herança política do ex-governador Leonel Brizola é disputada por dois irmãos que mal se falam mais: o ex-ministro, cujo nome de batismo é Carlos Daudt Brizola, e o vereador Leonel Brizola (Psol).

Martha fora
Quem conhece a deputada estadual Martha Rocha (PDT) diz que ela não vai mesmo aceitar compor a chapa de Pedro Paulo. Isto, por conta do desgaste envolvendo acusações de agressão do pré-candidato à ex-mulher.

Precaução
Apesar de o próprio presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, dizer que o martelo está “praticamente batido”, o PMDB, por precaução, tem feito pesquisas com outras mulheres para compor a chapa. Entre elas, a vereadora peemedebista Rosa Fernandes, mais votada nas eleições de 2012.

Parcelamento em alta
O programa ‘Recupera Rio de Janeiro’, que permite parcelar dívidas do IPVA em até 12 vezes, somou 3.861 parcelamentos na primeira semana de lançamento. O valor negociado entre motoristas e o governo estadual chegou a R$ 3,1 milhões.

Soberana e dura
Maior campeã da Sapucaí, a Beija-Flor segue sem patrocínio para o Carnaval.

Últimas de Rio De Janeiro