Estudantes são assaltados na porta de escola em São João de Meriti

Alunos tiveram celulares roubados enquanto iam para aula de Educação Física. Moradores reclamam de violência no local

Por O Dia

Rio - Ondas de assaltos diários transformam a vida de moradores de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, em pesadelo. O tema das conversas nas ruas da cidade são sempre os roubos diários, que ocorrem em diversos pontos do município, independentemente da hora e do lugar. Seja no ponto de ônibus, lojas comerciais e até mesmo supermercados, não passam ilesos das ações de bandidos.

Desta vez, quatro alunos da sétima série do Centro Educacional Adyr Velloso, no bairro Vila São João, tiveram os aparelhos celulares roubados por uma dupla de bandidos armados que circulavam pelo local. Eram 7h20 desta segunda-feira, quando um grupo de 28 alunos que seguia para a aula de Educação Física, que é praticada fora da unidade escolar, acompanhado pelo professor da disciplina foi abordado pelos bandidos.

A proprietária do colégio, Gilda Leão, informou que logo após o assalto a unidade entrou em contato com os pais e relatou o que havia ocorrido. O diretor do colégio junto com o professor de Educação Física registraram a ocorrência na delegacia de São João de Meriti (64°DP).

Alunos tinham saído da escola para a aula de Educação Física%2C que é feita fora da unidade em MeritiSeverino Silva / Agência O Dia

Segundo moradores da região, os bandidos são oriundos da favela Castelinho e diariamente praticam esse tipo de crime com motos na cidade. "Aqui estão roubando direto. Independente da hora ou de onde você esteja, aparecem esses jovens na moto assaltando todo mundo. As lojas comerciais estão sofrendo muito com esses roubos", contou um morador que preferiu não identificar.

Uma das lojas comerciais da Rua Avenida Euclides da Cunha, que fica atrás do colégio, já foi assaltada duas vezes desde o início do ano. O medo é tanto, que o estabelecimento não mantém mais dinheiro no caixa. "As reclamações de roubos são constantes. No último assalto eu tive um prejuízo de R$300 e aparelhos celulares dos vendedores. Tá bem preocupante a situação", alegou uma vendedora.

Meriti decreta estado de emergência

No início do mês de junho, a prefeitura de São João de Meriti decretou estado de emergência para a segurança pública no município. O documento requer reforço da Força Nacional no batalhão de Polícia Militar de São João de Meriti (21°BPM).

A prefeitura alega que a violência crescente no município é devido à migração de traficantes das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) da capital e informa que vem solicitando ajuda do governo há algum tempo sem receber resposta. Na cidade que tem cerca de 450 mil habitantes, apenas 35 policiais atuam na cidade diariamente.

Reportagem da estagiária Julianna Prado

Últimas de Rio De Janeiro