Mulher morre em carro que caiu no rio durante perseguição de ladrões

Caso aconteceu próximo ao Fórum da Pavuna, Zona Norte da cidade, no início da manhã desta segunda-feira

Por O Dia

Rio - Uma tentativa de escapar de um assalto em São João de Meriti, na Baixada, terminou, nesta segunda-feira, com uma mulher morta. Diane Neto S. Costa, de 26 anos, seguia de carro para o trabalho com a mãe, Lucimar Neto, de 55 anos, e Andréa Neto Isidoro da Silva, de 37, quando foi perseguida por bandidos que estavam em um Corolla pela Rua Sargento de Milícias. A motorista perdeu o controle da direção e o carro despencou no Rio Pavuna, por volta das 5h30. Lucimar morreu no local e Diane e Andréa foram levadas ao hospital Adão Pereira Nunes (Saracuruna), em Duque de Caxias, e não correm risco de morte.

Bombeiros que participaram do resgate disseram que Lucimar, ao ser retirada do veículo, estava com o pescoço quebrado, informaram policiais da 64ª DP (Vilar dos Teles). Um agente, que pediu para não ser identificado, contou que um dos criminosos tentou abordar o carro. A motorista acelerou e atropelou o bandido. “Não sabemos o grau de ferimento. Se ele estiver em algum hospital vamos achá-lo.”

O policial militar Luiz Carlos Batista, que seguia para o médico na hora do acidente, disse ter escutado o barulho da queda. “Vi o resgate. Com uma faca, os bombeiros cortaram o cinto de segurança da mulher (Lucimar) que já estava morta. As outras duas foram levadas para o hospital.”

Diane Neto dirigia o carro e levava a mãe%2C Lucimar%2C e outra familiar%2C quando sofreu a tentativa de assalto%2C tentou fugir e caiu no Rio PavunaSandro Vox / Agência O Dia

Morador da área, Edson Santos, de 39 anos, diz conhecer a família da vítima. Segundo ele, Lucimar é dona de um restaurante na Vila da Penha e seguia para o estabelecimento, como fazia todas as manhãs. “A motorista tentou fazer a curva para fugir dos bandidos, mas não conseguiu e o carro caiu”, relatou Edson.

Moradores reclamam do aumento da violência na região. Uma dona de casa de 65 anos, que vive na área há 50 anos, disse que não há policiamento suficiente. “Aqui está muito violento, não temos mais sossego. Não conhecia a senhora que morreu, mas fico triste pelo que aconteceu.”

Policiais da 64ªDP percorreram as imediações de onde Lucimar morreu na tentativa de conseguir imagens de câmera de segurança. Já a direção do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes informou que Daiane Neto S. Costa e Andréa Neto Isidro da Silva foram atendidas, medicadas e receberam alta.

De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), os roubos a veículos na região (áreas da 64ª DP e do 21º BPM) saltaram de 151 em abril de 2015 para 188 no mesmo período deste ano. O aumento foi de 24,5%. Moradores de São João Meriti realizaram na semana passada passeata para pedir mais policiamento.

Últimas de Rio De Janeiro