Informe do Dia: Eduardo Paes articula ida de Marcos Soares para secretaria

Deputado federal do DEM é filho de R. R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus

Por O Dia

Rio - De olho no eleitorado evangélico, o prefeito Eduardo Paes articula a ida do deputado federal Marcos Soares (DEM) para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Ele é filho de R.R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus.

O objetivo é reforçar a candidatura de Pedro Paulo Carvalho (PMDB) para disputar os votos do eleitorado evangélico com Marcelo Crivella (PRB), sobrinho de Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus. Em primeiro nas pesquisas, Crivella é bispo licenciado da igreja.

Na torcida
Quem está ansioso para que Marcos Soares assuma logo o posto é o suplente Marcelo Delaroli (DEM). Desta forma, ele dividiria os holofotes da Câmara dos Deputados com Fabiano Horta (PT), adversário direto na corrida à Prefeitura de Maricá.

Apuração
A Procuradoria Regional Eleitoral pediu a apuração de possíveis irregularidades cometidas pelos vereadores Junior da Lucinha e Leila do Flamengo, do PMDB. Os políticos tentaram se apresentar como corresponsáveis por serviços de iluminação, limpeza, asfaltamento e esgoto. Leila distribuiu panfletos em sua base eleitoral; Junior fez postagens nas redes sociais. Os casos serão analisados pela Promotoria Eleitoral na capital.

Expulsão
Ninguém sabe, mas Timor, prefeito de Japeri, foi expulso do PSD em setembro. Nem o político nem o partido divulgaram a informação. Presidente estadual do PSD, Indio da Costa diz que Timor não se alinhava aos princípios éticos do partido. Desde então Timor está sem legenda — diz já ter sido sondado por 19 siglas.

Deputados offline
Parlamentares da Assembleia Legislativa dizem que a Casa tem verba para tudo, menos para instalar um wi-fi decente.

Randolfe justifica

Randolfe Rodrigues (Rede-AP) justificou o fato de ser o senador que mais gastou verba pública em 2016 pelo fato de as passagens de avião entre Brasília e o Amapá, seu estado, serem mais caras do que a média. O parlamentar disse ter “proatividade reconhecida” e que é o senador que mais emendas conseguiu em favor do Amapá na história. Randolfe afirmou que acha melhor usar os recursos da Cota Para Exercício da Atividade Parlamentar do que ser custeado por empresas privadas, “longe dos parâmetros da ética”.

Últimas de Rio De Janeiro