Justiça do Rio pede prisão preventiva de Fat Family e outros quatro suspeitos

Todos foram indiciados por tentativa de homicídio, associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de uso restrito

Por O Dia

Rio - O 1º Tribunal do Júri da Capital decretou, na tarde desta segunda-feira, a prisão preventiva do traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, e outros quatro suspeitos de participarem do resgate no Hospital Souza Aguiar, no último dia 19. Além de Fat Family, Nervesino Garcia de Jesus, conhecido como Nezinho do Vidigal ou Garcia; Fabiano Juvenal da Silva, o Jabá; Luiz Alberto Araújo da Silva, o Bolão, e Marcus Vinícius Ferreira da Silva foram indiciados, na última quarta-feira, pelos crimes de tentativa de homicídio, associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de uso restrito.

Traficante Fat Family foi resgatado do Hospital Municipal Souza Aguiar, no último dia 19Reprodução Internet

LEIA MAIS

Polícia pede prisão de Fat Family e de dois suspeitos de participar do resgate

?Delegado diz que falta de helicóptero impediu captura de traficante Fat Family

?Polícia encontra mulher de suspeito de chefiar resgate de Fat Family

No dia 13 de junho, em operação policial realizada pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), no Morro Santo Amaro, no Catete, Jabá, Bolão e Fat Family foram presos em flagrante por policiais da Especializada. Fat Family foi baleado pelos agentes e socorrido para o Hospital Souza Aguiar. Também participaram do confronto Marcus Vinicius e Garcia, que foi o responsável por planejar e liderar o bando que resgatou Fat Family do Hospital, no dia 19 deste mês.

Últimas de Rio De Janeiro