Comerciários do Rio suspendem greve

Empresários propõem 10% de reajuste, além de aproximar salário da categoria ao piso estadual de R$ 1.091,12

Por O Dia

Rio - Os comerciários do Rio decidiram suspender o início da greve prevista para esta quinta-feira. De acordo com o sindicato da categoria, os empresários sinalizaram dar reajuste de 10%, além de aproximar o salário da categoria ao piso estadual (R$1.091,12), com valores de R$ 1.080 (SindiGêneros) e R$ 1.090 (SindiLojas e Fecomércio). A decisão de não começar a greve foi tomada nesta quarta-feira em assembleia.

Os trabalhadores, no entanto, mantiveram o estado de greve. O presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio, Márcio Ayer, ressaltou que a proposta ainda não foi formalizada pelos empregadores e que há reivindicações pendentes, como banco de horas e trabalho nos domingos e feriados. Nova assembleia será na próxima quarta-feira, às 19h.

O desemprego ficou em 11,2% no trimestre encerrado em maio, segundo o IBGE. O número mostra pouca variação se comparado ao trimestre de março a maio, quando havia cerca de 11,4 milhões de pessoas desocupadas no país.

Últimas de Rio De Janeiro