Reforço de policiais em São João de Meriti só virá após as Olimpíadas

Prefeito Sandro Matos convoca população para participar de caminhada pela paz no dia 24 de julho, na Praia do Leblon

Por O Dia

Rio - Em ofício enviado à prefeitura de São João de Meriti, na última segunda-feira, o chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Segurança, Marcelo Montanha Souza, informou que o município da Baixada Fluminense só receberá reforço no efetivo de policiais militares após as Olimpíadas. Ele disse ainda que esta decisão está "dentro dos critérios adotados pela atual gestão, respeitando-se a aplicabilidade dos princípios administrativos da conveniência e oportunidade".

Nesta sexta-feira, a cidade completa um mês que está em estado de emergência. Já em relação à possível atuação da Força Nacional de Segurança no local, o chefe de gabinete ressaltou que há uma "necessidade de expor uma solicitação direta" entre o prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos, e o governador em exercício, Francisco Dornelles.

LEIA MAIS

Em estado de emergência, São João de Meriti não recebe aumento de efetivo

?Prefeito de São João de Meriti volta a cobrar aumento do efetivo policial

A decisão da Secretaria de Segurança não agradou à prefeitura do município da Baixada. Em nota, o prefeito Sandro Matos convocou a população para participar da caminhada "Movimento Meriti pela Paz", no dia 24 de julho, às 10h, na Praia do Leblon, na Zona Sul. 

"O descaso com a situação de extrema violência em nosso município tem que acabar. Sequer o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, ou o governador Francisco Dornelles responderam ao nosso ofíci, mas, sim, o chefe de gabinete. Coincidência ou não, depois da trágica morte da médica Gisele Linhares no último dia 25 de junho, na Linha Vermelha. Vamos continuar reivindicando o aumento do efetivo e medidas para coibir o aumento da violência em São João de Meriti”, reforçou Matos.

Últimas de Rio De Janeiro