Carioca vira o 'Rei da Feijoada' e quer bater recorde para entrar no 'Guinness'

Chef preferido do mundo do samba e do futebol terá que servir mais de 12 toneladas do pretinho

Por O Dia


Rio - Já consagrado como o Rei da Feijoada, o premiado chef carioca Thiago Castro, 33 anos, um dos mais jovens do Brasil e preferido de artistas e celebridades do samba e futebol, bota lenha agora em mais um objetivo: bater o recorde mundial de servir a maior feijoada do mundo e entrar para o ‘Guinness Book’. Graças à sua fama, Thiago recebeu uma apimentada missão: fazer uma megafeijoada para 2,5 mil integrantes do Comitê Olímpico em agosto.

“Vou fazer os gringos se apaixonarem pela feijoada, além das nossas belezas naturais”, promete o chef, que todo mês comanda a Feijoada Verde e Branco, da Mocidade de Padre Miguel, o Feijão de Noel, da Unidos de Vila Isabel, e a Feijoada Rubro-Negra, do ex-jogador Nunes, do Flamengo. Os eventos reúnem entre mil e 4 mil pessoas.

Famosas e disputadas feijoadas em eventos relacionados ao samba e ao futebol são feitas pelo ‘Rei’Divulgação

Thiago é dono da empresa Feijoada Carioca, responsável pela realização de pelo menos dez grandes eventos por mês.“Adoro encarar desafios. Já estou trabalhando a ideia de bater o recorde do Guinness com meus patrocinadores e equipe (de mais de 50 profissionais)”, avisa ele, acostumado a usar, numa única feijoada, 1,2 tonelada de carnes, 380 kg de feijão e 400 kg de arroz. Tudo manipulado com o máximo de controle.

“Mês passado, a convite da UnifestaRio, 1,5 mil pessoas saborearam a nossa feijoada na gravação do Quintal do Pagodinho 3, em Xerém, que reuniu artistas consagrados como o próprio Zeca, Maria Bethânia, Arlindo Cruz, Maria Rita, Paulinho da Viola e diversos compositores”, orgulha-se.

O produtor da UnifestaRio, Carlos Lamoglia, atesta: “Assino embaixo a feijoada do amigo Thiago”. “Ele é craque nesse prato”, brinca o ex-artilheiro Nunes. “Unimos a experiência das baianas com a jovialidade gastronômica”, completa Tia Nilda, baluarte da Mocidade.

Thiago Castro faz pelo menos dez grandes eventos por mês%2C com média de 4 mil pratosDivulgação

O título de maior feijoada do mundo hoje é ostentado pela Festa do Feijão, em Prudentópolis (PR). Em 2015, 12 toneladas da iguaria, feita numa só panela, foram degustadas por seis mil pessoas.


No currículo, experiências estreladas

Flamenguista e apaixonado por Carnaval, Thiago nasceu no ‘quintal’ da Mocidade. O dom da gastronomia, herdou do pai, Cláudio Castro, de origem portuguesa. “Meu maior mestre”, afirma ele, que formou-se em Gastronomia pela Estácio de Sá e Instituto Alain Ducasse Formation, graduando-se na Universidade de Lyon, na França. Na página www.elitebuffet.com.br, Thiago conta orgulhoso a sua trajetória. Na coleção de títulos, estão o de melhor feijoada do Rio e de mais jovem chef de um restaurante cinco estrelas. Ainda estudante, cozinhou ao lado de renomados chefs nos hotéis Intercontinental e Copacabana Palace e nos restaurantes Garcia & Rodrigues e Le Petit Lieu.

RECEITA

Ingredientes: 800 gramas de feijão preto, 200 g de carne seca, 200 g de lombo salgado, 200 g de paio, 200 g de linguiça calabresa, 200 g de costelinha salgada, 150 g de bacon, 1 pé de porco, 1 rabo de porco, 1 orelha de porco, 10 dentes de alho, 1 molho de salsa, 1 molho de coentro, 2 folhas de louro, casca de 1 laranja, 80 ml de cachaça, sal e pimenta do reino a gosto.

Preparo: Corte as carnes em pedaços médios e coloque de molho por 24 horas em água gelada, trocando a água de seis em seis horas. Coloque o feijão de molho por 12h. Após isso, divida-o em seis partes. Cozinhe em panela de pressão, caso achar necessário, as carnes separadamente, com uma parte do feijão, sua água e o louro. Após todas as carnes cozidas e tingidas e o feijão pré-cozido, em um caldeirão grande misture tudo em fogo baixo.

Leve o alho amassado ao fogo com óleo de soja e deixe dourar. Quando estiver marrom claro, escorra o óleo e reserve. Picar a salsa, o coentro e reservar. Quando a feijoada estiver quase fervendo, adicionar o alho torrado, a salsa e o coentro, a casca de laranja e a cachaça. Deixe ferver até o ponto de “chocolate” (com o feijão formando caldo brilhoso, marrom e espesso).

Verifique o sal e coloque pimenta do reino a gosto. Sirva com arroz, farofa, couve, torresmo e laranja fatiada. (Para seis pessoas)

Últimas de Rio De Janeiro