Sonho da casa própria se torna real na Baixada Fluminense

Meu sonho agora é viver como uma cidadã de verdade, para poder criar meus filhos com amor, respeito e dignidade”, disse primeira pessoa que recebeu chave de apartamento

Por O Dia

Rio - Sem poder pagar o aluguel da casa onde morava, no bairro K-11, em Nova Iguaçu, Vânia Soares da Silva, de 28 anos, passou os três últimos anos dormindo ao relento, com três filhos de 1 ano e sete meses, 5 e 10 anos, na Praça Santos Dumont. No sábado, ela foi a primeira entre 900 pessoas a receber a chave do seu novo apartamento.

“É uma grande vitória, que dedico a Deus e ao prefeito Nelson Bornier. Meu sonho agora é viver como uma cidadã de verdade, para poder criar meus filhos com amor, respeito e dignidade”, disse, emocionada.

Os três condomínios — Miramar, Goya e Leon, na Estrada Curral Novo, em Marapicu — foram construídos pelo programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal, e se somam a outros quatro já construídos, totalizando 1.800 unidades já entregues à população em menos de quatro anos.

Até o final do ano, prometeu Bornier, serão mais 8.338 casas populares no Jardim Guandu, Fazendinha, Jardim Laranjeiras, Valverde, Cerâmica, Marapicu e Ipiranga. Restarão ainda 2.640 apartamentos no bairro Ipiranga, com previsão de inauguração até maio de 2017.

Últimas de Rio De Janeiro