Jovem diz ter sido agredida pelo cantor Ricky Vallen em boate em Ipanema

Laura Rodrigues Velho disse que abordou o cantor por ser admirador de uma de suas músicas. Ele nega agressão

Por O Dia

Laura afirma ter sido agredida pelo cantor Ricky Vallen após fazer uma abordagem amistosa em boateReprodução Facebook

Rio - Uma jovem que estava na casa noturna Galeria Café, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, afirma ter sido agredida a tapas pelo Ricky Vallen, na madrugada da última quarta-feira. Laura Rodrigues Velho disse que estava na boate com amigos quando viu o cantor e o abordou por ser admiradora de uma das suas músicas, mas a resposta não foi amistosa. 

"Ele muito grosso me ignorou e me agrediu com palavras, depois lançou um copo de bebida, eu fui pedir satisfações ele me deu um tapa no rosto que me derrubou no chão. Ao me levantar para me defender, fui atingida por esse senhor mais uma vez com outro tapa", relatou em seu perfil no Facebook.

Fotos da jovem com marcas de agressão foram postadas por um amigo que a acompanhava no momento da confusão. " Indignado e sem acreditar em tamanho absurdo", disse.

O caso foi registrado na delegacia do Leblon. "Os seguranças do local seguraram o agressor até a polícia nos buscar no local para prestar queixa. Estou profundamente machucada. Na alma", contou a jovem, que trabalha na produtora TvZERO, que em uma publicação também na rede social defendeu Laura.

"Repudiamos todo e qualquer ato de violência. Noite passada, uma de nossas funcionárias, Laura Rodrigues Velho, foi agredida pelo cantor Ricky Vallen em uma casa noturna. Queríamos deixar claro que estamos ao lado da Laura para o que ela precisar. Como ela mesmo disse, a dor não é apenas física, mas é em sua alma. Laura, a você, todo nosso apoio. Ao agressor, nosso desprezo e nosso desejo de que ele seja punido o mais rápido possível. E lutemos sempre para que a violência contra a mulher, essa terrível realidade do nosso país e, infelizmente, do nosso mundo, seja combatida e cessada de uma vez por todas", diz a publicação.

O cantor Ricky Vallen também usou o Facebook para se defender da acusação e disse que a jovem "estava alterada". "Tais alegações não procedem. Fui abordado por uma pessoa que me pediu para cantar minhas músicas em meio ao local onde eu me divertia. Fui delicado e informei que poderia tirar fotos e dar autógrafo, porém não poderia cantar, pois estava impossibilitado no momento por condições vocais. Não obstante minha presteza, essa pessoa que me parecia alterada, não compreendeu e começou me hostilizar de forma rude. Me injuriou, me ofendeu e me agrediu com seu amigo. Fiquei extremamente triste com o tratamento dispensado", escreveu. 

De acordo com informações da 14ª DP (Leblon), foi instaurado um procedimento policial para apurar as circunstâncias do crime. Segundo a delegacia, a investigação vai apurar "a confusão que resultou em vias de fato, envolvendo um cantor e uma fã, no interior de uma casa noturna."

Ricky Vallen é acusado de agredir jovem em boateDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro