Polícia Federal busca chefe do tráfico do Morro do Barão, na Praça Seca

Policiais foram recebidos a tiros pelos traficantes. Houve intenso confronto, no qual dois criminosos foram atingidos

Por O Dia

Rio - A Polícia Federal, com apoio da Polícia Civil, realizou uma operação no morro da Barão, na Praça Seca, na manhã desta sexta-feira. O objetivo da ação era prender o chefe do tráfico de drogas e armas local. Os policiais foram recebidos a tiros pelos traficantes e houve um intenso confronto, no qual dois suspeitos foram mortos.

Um deles chegou a ser encaminhado ao Hospital Carlos Chagas, mas não resistiu. Durante a ação, foram apreendidos armas e um veículo roubado. A polícia estourou ainda um depósito de peças de carros que funcionava no local.

A perícia foi deslocada para o local e o material apreendido será encaminhado para a Superintendência Regional da PF no Rio de Janeiro, onde a ocorrência está sendo lavrada.

Polícia apreende carrou roubado no Morro do Barão%2C na Praça Seca%2C durante operação para prender o chefe do tráfico do localDivulgação

Jovem é vítima de estupro coletivo

O Morro do Barão, na Praça Seca, é o mesmo local onde uma adolescente, de 16 anos, foi vítima de estupro coletivo, em maio. No mês passado, a 2ª Vara Criminal Regional de Jacarepaguá, na Zona Oeste, recebeu a denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) e decretou a prisão preventiva dos réus Raí de Souza, Raphael Assis Duarte Belo e Moisés Camilo Lucena. Eles são acusados de participar do crime.

LEIA MAIS

Justiça decreta prisão preventiva de três suspeitos de estupro coletivo no Rio

?Polícia localiza casa onde vítima de estupro esteve antes de ser violentada

Além disso, a pedido do MP, foi arquivado o inquérito em relação a Lucas Perdomo Duarte Santos e também rejeitada a denúncia referente a Sérgio Luiz da Silva Júnior, também conhecido como Da Russa. Para a Justiça, não há indícios de sua participação nos crimes.



Últimas de Rio De Janeiro