Agentes apreendem armas e dinheiro da milícia Liga da Justiça

Seis pessoas foram presas durante a ação nesta quarta-feira

Por O Dia

Rio - Seis pessoas foram presas, na manhã desta quarta-feira, suspeitas de participar da quadrilha de milicianos conhecida como Liga da Justiça. De acordo com a polícia, os acusados atuavam em Santa Cruz, na Zona Oeste, e pretendiam alcançar também Seropédica e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Material apreendido por policiais em operação realizada nesta quarta-feiraDivulgação

Os agentes apreenderam mais de R$ 60 mil em espécie, um fuzil M-16, sete pistolas (calibres .40, 9 mm e 380) e três revólveres calibre 38 e duas granadas. Além disso, dois veículos e uma moto foram recuperados. 

Também foram apreendidos documentos que comprovam que os suspeitos cobravam taxas de proteção dos estabelecimentos comerciais, cursos de inglês e até de creches. Os valores variavam de R$ 30 até R$ 300 por semana. Uma planilha apreendida mostra que a segurança dos locais era organizada e dividida por plantões em turnos da manhã, tarde, noite e madrugada. 

A operação que tem o objetivo de reprimir os homicídios e as taxas de extorsão foi comandada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO-IE), com apoio da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte) da Secretaria de Estado de Segurança e da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense.  


Últimas de Rio De Janeiro