Polícia apreende três mil placas falsificadas dos Jogos Olímpicos

Fábrica ficava na Leopoldina. Diretor responderá por crime contra propriedade industrial e por uso indevido do símbolo

Por O Dia

Polícia encontra fábrica de placas comemorativas falsificadasDivulgação

Rio - Os agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) encontraram, nesta sexta-feira, uma fábrica de placas falsificadas dos Jogos Olímpicos, na Leopoldina, na Zona Portuária. Ao todo, os policiais apreenderam três mil produtos, sendo que alguns com imagens de times de futebol. 

O diretor da fábrica, José Maria de Carvalho, foi conduzido à delegacia e responderá por crime contra a propriedade industrial e pelo uso indevido do símbolo olímpico. De acordo com a polícia, as placas eram distribuídas em bancas de jornal e na tradicional Feira Turística Noturna de Copacabana, na Zona Sul. 

No último dia 23, os agentes já tinham flagrado 1,3 mil itens, entre símbolos olímpicos, camisas, chaveiros, blocos e placas comemorativas sendo comercializados na feira. Os vendedores têm permissão da prefeitura para trabalhar no local, mas a venda de produtos com símbolos olímpicos não autorizados é proibida.

Segundo a polícia, a DRCPIM "tem realizado sucessivas ações como essa, em desdobramento a incursões anteriores, para combater a falsificação e o comércio de produtos falsificados".

LEIA MAIS

Vendedores da feira de Copacabana flagrados com itens piratas da olimpíada

Últimas de Rio De Janeiro