Policial e agente são presos por atuarem com traficante Chico da Ecatur

Ex-político é pai do traficante Cadu Playbloy. Dupla facilitava que homem comandasse quadrilha e repassava informações

Por O Dia

Rio - Um policial federal e o ex-chefe de segurança do Presídio Ary Franco, em Água Santa, foram presos na manhã desta terça-feira em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, e na cidade do Rio. A dupla atuava na quadrilha do ex-político Francisco Eduardo Freire Barboza, o Chico da Ecatur, pai do traficante Cadu Playboy, preso desde janeiro de 2015. A ação foi deflagrada pela Polícia Federal e o Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (GAECO) do MPRJ como parte da operação Dominação.

Os dois são acusados de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e desvio de dinheiro público. Segundo a PF, o agente penitenciário é acusado de permitir que Chico da Ecatur usasse celulares, tablets e computadores para comandar a quadrilha de dentro do presídio.

Saiba: Gaeco transfere dois chefes de tráfico de drogas para presídios federais

Leia: Quadrilha chefiada por traficante queria dominar toda a Região dos Lagos

O agente federal foi preso em sua casa, em Arraial do Cabo. De acordo com a polícia, ele atuava como informante do tráfico, repassando informações sigilosas a Chico da Ecatur.

As prisões preventivas dos dois foram decretadas pela Justiça com base em uma investigação que descobriu que a quadrilha pretendia matar um promotor de Justiça e um delegado de polícia federal. Em razão disto, em junho dete ano, Chico da Ecatur foi transferido para um presídio federal.

A PF ouviu outras testemunhas envolvidas no caso, tanto na cidade do Rio, quanto em Arraial do Cabo, que foram liberadas após depoimento. A dupla foi levada para a Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro, no Centro.

Últimas de Rio De Janeiro