Ladrão é preso no Méier e foragido da justiça é capturado no Centro

Casos aconteceram na tarde da última quinta-feira

Por O Dia

Rio - Dois homens foram presos por agentes da Operação Segurança Presente, na qual há policiamento reforçado nas ruas. O primeiro caso aconteceu no fim da tarde desta quinta-feira, quando policiais militares da Operação Méier Presente perceberam uma movimentação estranha em um hortifruti do bairro. Ao se aproximarem, um homem tentou correr, mas foi alcançado pelos agentes na Rua Adriano.

Objetos encontrados com homem preso no MéierDivulgação

O homem foi identificado como João Xavier de Andrade Filho, de 40 anos. Durante a abordagem foi encontrado com João um simulacro de pistola e R$ 350 reais em dinheiro, que havia sido roubado do caixa do hortifruti. O homem foi preso e conduzido para a Cidade da Polícia onde foi autuado por roubo.

Já o segundo caso, aconteceu no Centro. Por volta das 15h de ontem, agentes da Operação Centro Presente, em patrulhamento de bicicleta pela Rua da Alfândega, foram alertados por pedestres sobre uma tentativa de assalto praticado por quatro jovens. Eles foram localizados na esquina da Rua do Carmo e foram conduzidos para a 5ª DP (Centro) para averiguação.

'Chupa-cabra' estava instalado em caixa eletrônico da LapaDivulgação

Na delegacia foi constatado que contra um deles, identificado como Rogério Fábregas de Jesus Santos, 18 anos, havia um mandado de busca e apreensão em aberto por fato análogo ao crime de furto. Segundo dados da delegacia, Rogério possui oito anotações criminais.  Ele foi encaminhado para a Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA). Os outros jovens foram liberados.

Mais prisões

Por volta das 23h30, em patrulhamento pela Avenida Mem de Sá, policiais militares da Operação Lapa Presente foram solicitados por duas mulheres que informaram que no caixa eletrônico de um posto de gasolina naquela rua havia um dispositivo eletrônico instalado no teclado. Os agentes foram ao local e constataram a presença do equipamento conhecido como “chupa-cabra”. Os agentes levaram a ocorrência à autoridade policial da 5ª DP, que determinou a instauração de inquérito para apurar o crime de estelionato e determinou perícia no caixa eletrônico.



 

Últimas de Rio De Janeiro