Por bianca.lobianco

Rio - O Ministério Público do Rio (MPRJ), denunciou contra o balconista Rodrigo Alves Fernandes Silva pela morte da ex-namorada Daiana Borges da Silva. De acordo com o órgão, ele vai responder por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil, por violência doméstica (feminicídio) e fraude processual. 

A prisão do acusado foi convertida em preventiva. Ele está preso desde o início da investigação. Denúncia foi oferecida pela 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de São Pedro da Aldeia. 

Inconformado com o recente término do relacionamento de 12 anos com Daiana, e acreditando estar sendo traído, Rodrigo esfaqueou os seios da vítima no trajeto entre o Centro de São Pedro da Aldeia e o bairro de Flexeira, onde abandonou o corpo. Após o ataque, o balconista ainda alterou a cena do crime ao limpar vestígios de sangue de um automóvel Citroën C3, utilizado na prática do delito.

Você pode gostar