Por rafael.nascimento

Rio - Além de bacia, cadeira, tesoura e navalha, um novo conceito de barbearia vem oferecendo cerveja, entretenimento adulto e música ao vivo a quem normalmente só se preocuparia com o corte de cabelo e com a aparada da barba. É o caso dos salões masculinos que estão surgindo no Rio, as chamadas "barbearias gourmet" e que pretendem criar um ambiente mais convidativo para os homens que querem uma conversa descontraída, um copo de cerveja e um bom corte de cabelo.

Na agitada Tijuca, na Zona Norte do Rio, o homem que quiser aproveitar esse novo cenário e conceito vai encontrar o Club Men Salon. Segundo o dono do estabelecimento, o empresário Rodrigo Guimarães, a ideia da criação do local surgiu a partir de uma necessidade pessoal. "Meu pai é dono de salão de beleza feminino. A ideia surgiu da minha necessidade pessoal mesmo", contou.

No Club Men Salon%2C o cliente encontra até música ao vivo Divulgação

Segundo Guimarães, o público masculino vem cobrando este conceito. "Nesse cenário atual de beleza, eu sentia falta de salão só pra homem, um salão de beleza mesmo, com serviços de estética, mas tudo voltado para os homens. Surgiram muitas barbearias chiques, mas salão não. Foi assim que surgiu a ideia do Club Men Salon. Um salão de beleza só pra homens, onde os caras vaidosos tivessem um lugar só pra eles", afirma. No local, o proprietário oferece música ao vivo, petiscos, cerveja importada e disponibiliza várias TVs para a rapaziada que quer "dar um tapa no visu".

Com o surgimento da lâmina de barbear descartável, a profissão de barbeiro foi se perdendo e, com o tempo, os salões foram desaparecendo do mercado. Porém, nos últimos anos, a moda das "barbearias gourmet" surgiram com força total no país, em especial no Rio.

Na Lapa, berço da boemia carioca, quem quiser cortar o cabelo encontra o Bar Bearia Club, do empresário Rafael da Hora. Há alguns meses no mercado, o proprietário diz que decidiu abrir o lugar após notar que o público masculino precisava de diversão ao esperar para cortar o cabelo ou apenas aparar a barba. "Eu cortava cabelo em um lugar há anos. O salão não tinha nada a oferecer para os clientes. Lá a gente ficava horas esperando. Daí um dia eu pensei, vou criar um serviço diferenciado", disse Rafael. No seu estabelecimento, que ele classifica como "clube dos homens", o cliente encontra desde cerveja gelada até revistas adultas, passando por música pop e um fliperama. "Lá eu quis botar a minha cara. Hoje recebemos clientes que vão apenas para conversar e tomar cerveja. Lá é um verdadeiro clube masculino", afirmou.

Bar Bearia Club, mais conhecida como "Clube do Bolinha", oferece muita diversão para os clientes Rafael Nascimento / Agência O Dia

Em sua primeira ida ao Bar Bearia Club, mais conhecido pelos clientes como "clube do Bolinha", o vendedor Bruno de Oliveira, de 28 anos, contou entrou no local depois de ver a "barbearia diferente". "Eu entrei para ver como era. O lugar é muito legal. Aqui é um conceito muito legal, muito inovador. O cara colocou uma coisa diferente, e por isso que aqui tá cheio", afirmou, apontando para a barbearia lotada.

Já Bruno Santana, radiologista, conta que já frequenta o local há algum tempo. "Aqui é um estilo novo. Eles modernizaram o modo de cortar cabelo, o estilo do lugar. Hoje eu estou aqui, tomando uma cerveja e comemorando o meu aniversário. Aqui não temos só um barbeiro, de tanto que frequentamos fazemos amigos", conta Santana.

De acordo com dados da Hair Brasil, empresa especializa em produtos de beleza, atualmente as barbearias estão oferecendo, além de corte e barba bem feita, rituais masculinos como dia do noivo, jogos e até mesmo tratamentos estéticos, capilares e de depilação. Muitas até promovem ainda eventos paralelos como transmissão de jogos de futebol, engraxates, quadrinhos, feijoadas e até exposições. 

Você pode gostar