Por gabriela.mattos

Rio - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou à Justiça, no início da tarde desta terça-feira, cinco estrangeiros suspeitos de envolvimento em cambismo nos Jogos Olímpicos. De acordo com o órgão, os irlandeses Kevin James Mallon e David Patrick Gilmore, os britânicos Marcus Paul Bruce Evans e Martin Studd, e o holand~es Maarten Van Os responderão pode crimes de facilitação de cambismo e de marketing de emboscada por associação criminosa.

LEIA MAIS

Polícia identifica mais quatro integrantes de quadrilha de cambismo na Olimpíada

?Integrantes de quadrilha de cambismo são presos no Rio

Segundo a denúncia, funcionários do Comitê Olímpico Internacional (COI) relataram à polícia um esquema arquitetado pelos sócios da empresa britânica “The Hospitality Group UK Limited” (THG). A empresa oferecia a venda de ingressos para celebrações oficiais das Olímpiadas Rio-2016 sem a autorização da entidade organizadora do evento e por preço superior ao estampado nos bilhetes esportivos.  Além disso, os acusados teriam ainda vinculado o uso dos ingressos em ações de publicidade e atividades comerciais, com o intuito de obter vantagens econômicas.

Kevin Mallon foi preso em flagrante, no último dia 5, no Hotel Next Flat, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Com ele foram apreendidos, inicialmente, 32 ingressos para a cerimônia de abertura, que custavam R$ 3 mil, o valor unitário.  No dia do flagrante, algumas das pessoas lesadas foram encaminhadas ao Hotel Next Flat, sem os ingressos comprados.  Uma nova apreensão obteve, ainda, outros 791 ingressos para eventos oficiais da Rio 2016.

Ainda segundo a denúncia oferecida à Justiça, algumas vítimas chegaram a pagar US$ 8 mil (cerca de R$ 35 mil), percentual muito superior àquele estipulado pelo COI.

O documento aponta que os cinco denunciados, "agindo livre e conscientemente, em união de ações e desígnios, associaram-se, de maneira estável e permanente, para a prática dos delitos de facilitação de cambismo e de marketing de emboscada por associação".

Você pode gostar