Barra em Dia: Crise financeira da Rio 2016 acende luz vermelha nas Paralimpíadas

Organizadores terão de adaptar apartamentos e evitar nova onda de saque

Por O Dia

Rio - O efeito de relações públicas da Paralimpiada é enorme e a Rio 2016 está fazendo conta de padeiro. Cortando centavos, demitindo pessoas e isso pode ser elevado ao já desastroso serviço da Vila dos Atletas, incluindo também os itens fundamentais como qualidade da alimentação e dos serviços de transportes. 

O sucesso da Olimpíada só aumenta a responsabilidade na execução da Paralimpíada. Com a concentração das provas na Barra só aumenta a visibilidade da região. Uma atenção especial deve ser dada a questão operacional da Vila dos Atletas.

Os elogios dos atletas nas redes sociais é unânime: foram as melhores instalações de todas as olimpíadas. Os comentários sobre as instalações e conforto dos prédios gerou milhares de postagens nas redes. Para as Paralimpiadas os organizadores devem evitar os erros operacionais desta primeira fase.Barra em Dia

No balanço geral, as instalações físicas surpreenderam na Olimpíada. Os registros nas redes sociais feitos pelos próprios atletas comprovam que foram os melhores prédios e apartamentos de toda a história das olimpíadas, já a operação mereceu ajustes sérios.

Para a Paralimpíada, alguns cuidados precisam ser tomados pelos organizadores que não podem ser negligenciados. Os gestores da Vila dos Atletas terão uma árdua missão nos próximos dias. Uma corrida contra o relógio para reorganizar as posições dos móveis dos mais de dois mil apartamentos que serão utilizados. Será mudado o layout dos móveis dos quartos e da sala. Se haverá, menos atletas, haverá, porém, maior exigência de qualidade e serviços, principalmente para os que necessitam de atenção especial.

A Barra recebe um encontro inédito em outubro. Pela primeira vez os presidentes das academias estaduais de letras irão se reunir. O anfitrião será o presidente da Academia Carioca de Letras, Ricardo Cravo Albin. Entre as solenidades os acadêmicos plantarão árvores nos jardins na Avenida Abelardo Bueno, no Centro Metropolitano, cada uma representando um dos estados presentes ao encontro. Ricardo aposta no crescimento cultural da Barra como novo vetor de crescimento da região.Barra em Dia

O que tem assustado é a decisão de economizar exatamente no evento no qual somos potência esportiva e que possui a capacidade de consolidar a imagem do Brasil como país anfitrião. Será um crime se a redução de custo for feita como se a Paralimpíada fosse um evento de segunda classe e feito com os "restos" ou espólio de um evento maior .

Hotelaria faz dever de casa

Os hotéis da Barra, todos de ultima geração, estão preparados para a Paralimpíada. Os projetos de acessibilidade das áreas comuns e de apartamentos especiais seguiram regulamentos internacionais e não pouparam investimentos para deixar os apartamentos e instalações habilitados para clientes especiais.

Novos roubos ?

O prefeito da Vila dos Atletas tem como obrigação maior zelar pela integridade dos imóveis que estarão desocupados por quase duas semanas, para evitar os furtos de torneiras, chuveiros e fechaduras, que ajudaram a colapsar os primeiros dias olímpicos.

A falta de atenção na segurança patrimonial foi um dos principais pivôs dos problemas dos primeiros dias. Tentando economizar, já se fala na redução do quadro de seguranças e da equipe de limpeza. O risco da reedição do pesadelo dos primeiros dia é enorme.

Acadêmicos na Barra

O interesse pela nova Barra tem despertado interesse de formadores de opinião e de intelectuais. O presidente da Academia Carioca de Letras, o escritor Ricardo Cravo Albim irá receber em outubro todos os presidentes da academias estaduais de letras. Será a primeira vez que as entidades co-irmãs se reunirá e o programa para os acadêmicos estaduais incluirá uma visitação aos atrativos culturais da região, como o museu do Pontal, a cidade das Artes, o Teatro Bradesco e ao Sítio Burle Max.

O Futuro chegou

A Academia Carioca de Letras completa 90 anos e para Cravo Albin a melhor forma de comemorar é apresentar para acadêmicos de todo o Brasil "que o futuro chegou no Brasil e ele se materializa na Barra". Iremos apresentar uma palestra que mostra a evolução da Barra através do plano diretor de Lucio Costa até abrigar o projeto Olímpico. Será a primeira vez que os presidentes da academias estaduais participaram de um encontro específico.

Pólo Cultural

Ricardo Cravo Albin, que concorre agora a uma das três vagas da Academia Brasileira de Letras, aposta na consolidação da vida cultura da Barra como elemento catalisador deste projeto de expansão da região . "A Barra precisa de mais equipamentos culturais. Precisamos de mais museus. Poucas pessoas sabem que uma das maiores coleções particulares de arte está na Barra, pertence ao empresário Carlos Carvalho, presidente da Carvalho Hosken e um dos grandes mecenas da cultura carioca", afirma Ricardo Cravo Albin, que tem no seu currículo a fundação do MIS, Museu da Imagem e do Som.

Boliche levado a sério na Barra-I

Marcelo Suartz chega ao Rio de Janeiro para integrar equipe e disseminar a cultura do esporte na cidade. A paixão pelo boliche está presente na vida do campeão pan-americano de boliche, Marcelo Suartz, desde os 4 anos de idade. O atleta começou no esporte por incentivo dos seus pais, que jogam há mais de 30 anos e sempre o incentivaram.

Morador da Barra da Tijuca, Marcelo Suartz, acaba de chegar ao Rio de Janeiro para integrar a equipe do Boliche Social Club do Barrashopping e se tornar o elo que faltava para transformar as 20 pistas profissionais em um local para treinamento e recebimento de eventos ligados ao mundo do esporte que tanto ama.Barra em Dia

Desde criança, o boliche é sua vida. Aos 11 anos, decidiu levar o boliche a sério e realmente dedicar tempo para treinar e entender como funciona o esporte. A evolução veio rápido. Antes, quando criança, o desafio era derrubar o máximo de pinos numa jogada. Aos 17 anos, já campeão sul-americano juvenil, as jogadas ganharam método, disciplina e a parte física e mental amadureceram quando foi estuda fora do país.

Morador da Barra da Tijuca, Marcelo Suartz, acaba de chegar ao Rio de Janeiro para integrar a equipe do Boliche Social Club do Barrashopping e se tornar o elo que faltava para transformar as 20 pistas profissionais em um local para treinamento e recebimento de eventos ligados ao mundo do esporte que tanto ama.

Boliche levado a sério na Barra - II

Na Avenida prefeito Mendes de Morais em frente 125, um carro está servindo de deposito de produtos que são vendidos na praia. Virou mania utilizar "lata velha" como depósito.Barra em Dia

Sempre movido a desafios, Marcelo quando descobriu que o boliche seria sua profissão, decidiu mudar para os Estados Unidos e estudar marketing na Webber Internacional University, na Flórida, onde competiu nos jogos universitários pela liga americana, a PBA.

Por aqui, representou a seleção de Santa Catarina e participou de campeonatos paulistas, jogando as seletivas estaduais e se destacando no ranking do brasileiro até ser convocado para seletiva do pan-americano, que aconteceu em fevereiro de 2015, no Boliche Social Club do Barra Shopping. Apenas dois atletas foram selecionados para representar o país entre os melhores do mundo. Marcelo Suartz mostrou que dedicação, amor pelo esporte e disciplina vencem qualquer desafio.

Boliche levado a sério na Barra - III

Novas construções irregulares são erguidas diariamente as margens do Rio Morto sem qualquer ação da Prefeitura. Em tempo de eleições todos fecham os olhos para as invasões .Barra em Dia

No caso do Boliche Social Club, o campeão pan-americano vai aliar o peso da medalha de ouro aos projetos de marketing do espaço. “Entrei neste time para fortalecer a disseminação da cultura do boliche no Rio de Janeiro. Aqui, meu projeto começa com o mapeamento de todos os processos estratégicos do negócio, para o qual será traçado um plano de marketing focado no mercado atual, focado em ter um relacionamento mais próximo com o consumidor final e tornar o Boliche Social Club um verdadeiro clube de boliche”, completa.

Com projetos ambiciosos, Suartz quer inserir o boliche na grade de esportes da educação física: “Com isso, as crianças desenvolvem a coordenação motora, espírito de equipe, disciplina e concentração - os benefícios na infância de uma criança que pratica boliche são incríveis”, ressalta.

Agitação no Américas Shopping

No sábado 27 de agosto, às 17h, a loja The Body! do Américas Shopping promove um coquetel de lançamento da marca Hipkini, com a coleção “Having Fun”. O evento contará com a presença da modelo Fernanda D’Avila, ex-bailarina do Faustão. Hoje, Fernanda é uma das referências do universo fitness e estará disponível para bate-papo e fotos. A participação é aberta ao público. Sujeito à lotação. Na oportunidade, haverá sorteio de brindes.

Barra com desconto

Por meio de uma parceria inédita, Rio Convention & Visitors Bureau, ABIH-RJ, Rio2016, Riotur e Braztoa iniciaram uma campanha nacional para alavancar as vendas de pacotes promocionais para as Paralimpíadas, que incluem passagens aéreas, hospedagem e ingressos e os melhores hotéis da cidade , incluindo os da Barra.

A estratégia faz parte do plano de ação das entidades que visa incrementar o fluxo de turistas, hóspedes e expectadores durante os jogos. Na TV, as inserções de 15 segundos tiveram início na última quinta-feira (18.08). A campanha, que fica no ar até 05 de setembro, engloba, também, spots em rádio. Os pacotes estão disponíveis no site www.visit.rio/pacotes. Os mais procurandos tem sido os da Barra e que ficam perto do Parque Olímpico.

Últimas de Rio De Janeiro