Eleição: Ministério Público ajuíza ação contra os candidatos Osório e Jandira

Em caso de condenação, os candidatos e seus vices podem ser declarados inelegíveis e ter seus registros de candidatura cassados

Por O Dia

Rio - O promotor eleitoral ajuizou ações de investigação judicial eleitoral (AIJE) contra os candidatos à Prefeitura do Rio Carlos Roberto de Figueiredo Osório (PSDB) e Jandira Feghali (PCdoB), além de seus vices Aspásia Camargo e Edson Santos, respectivamente.

De acordo com o promotor, Carlos Osório infringiu o artigo 77 da Lei nº 9.504/1997 ao comparecer à inauguração da Linha 4 do metrô, na estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, no dia 30 de julho. O artigo proíbe qualquer candidato de participar de inaugurações de obras públicas nos três meses anteriores ao pleito.

Já contra Jandira Feghali, a ação apura abuso de poder econômico praticado pela candidata em decorrência de evento realizado na Fundição Progresso, na Lapa, no dia 20 de junho, com o objetivo de lançar sua pré-candidatura. Segundo a ação, pedidos de voto foram manifestados por artistas, líderes de movimentos sindicais, sociais, organizadores, entre outros participantes presentes à reunião.

No ato também foram utilizados materiais e instrumentos vedados, como faixas com o nome da candidata, panfletos e apresentação de artistas em showmício. Em caso de condenação, os candidatos e seus vices podem ser declarados inelegíveis e ter seus registros de candidatura cassados.


 

Últimas de Rio De Janeiro