Polícia investiga relação de presidente do COI com cambismo nos Jogos

Em mensagem, diretor do comitê irlandês, Patrick Hickey, solicita 500 ingressos extras a Thomas Bach

Por O Dia

Rio - A Polícia Civil está investigando se o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, teve alguma relação com o esquema de cambismo durante a Olimpíada. Os agentes encontraram um e-mail no telefone apreendido do diretor do Comitê Olímpico Irlandês, Patrick Hickey, no qual ele solicita 500 ingressos extras a Bach.

Polícia investiga relação de presidente do COI com cambismoEfe

Até o momento, a polícia não encontrou nenhuma resposta do presidente do COI sobre o assunto. Mas, depois desta mensagem, Hickey conseguiu 296 ingressos extras. Além do telefone, HDs externos, documentos e planilhas dos supostos envolvidos em cambismo no período dos Jogos foram apreendidos.

O Comitê Irlandês é acusado de revender os ingressos por valores maiores do que os originais. De acordo com a polícia, o esquema pode ter rendido mais de US$ 10 milhões aos integrantes da quadrilha.

Bach deve ser ouvido na delegacia como testemunha. No entanto, a polícia ainda não conseguiu contato com o COI. Ele não veio ao Rio para a cerimônia de abertura da Paralimpíada.

Últimas de Rio De Janeiro