Polícia prende suspeito de matar ex-mulher a facadas na Ilha do Governador

Vítima tinha medida protetiva contra o ex-companheiro, que estaria sendo monitorado por uma tornozeleira eletrônica

Por O Dia

Nilton da Silva, ex-marido de Débora Chaves é o principal suspeito do crimeDivulgação/Polícia Civil

Rio - A polícia prendeu, na noite desta quinta-feira, um homem suspeito de matar a facadas sua própria mulher, na Ilha do Governador. O crime ocorreu na última sexta-feira, no apartamento onde Débora Bittencourt Chaves, de 32 anos, morava. Nilton da Silva, de 27 anos, foi encontrado internado em um hospital, em Cachoeiras de Macacu, na Região Serrana do Rio.

De acordo com informações da polícia, Nilton utilizava tornozeleira eletrônica, mas ele a tirou na semana passada. Débora tinha uma medida protetiva contra o ex-companheiro, que seria ex-presidiário e estaria em liberadade monitorado por tornozeleira eletrônica.

Relembre o caso

O corpo dela foi encontrado com pelo menos três golpes de faca no apartamento em que ela morava no bairro Jardim Carioca, na Ilha. Bombeiros chegaram a ser chamados para socorrê-la, mas já a encontraram morta. A Delegacia de Homicídios (DH-Capital) está investigando o caso.

Segundo a Polícia Civil, o delegado plantonista da Central de Garantias (CG-Norte) foi consultado e informou que não havia flagrante contra o suspeito. Por isso, ele foi liberado pela 37ª DP (Ilha do Governador). Por meio de nota, a Polícia Civil informou que "a Corregedoria Interna da Polícia Civil foi acionada e irá apurar se houve prática de infração disciplinar pelos servidores das referidas unidades".

Últimas de Rio De Janeiro