Polícia prende dupla que exportava quilo de cocaína a R$ 35 mil para a Europa

Dupla usava quartinho em hostel como laboratório

Por O Dia

Rio - Policiais Civis da Delegacia de Combate às Drogas  (DCOD) prenderam, na manhã desta quinta-feira, André Silva Amorim, vulgo “Papi”, e Rafael Combat de Abreu. Os dois são acusados de envolvimento com o tráfico de drogas e exportação de material entorpecente para a Europa. Eles foram presos em flagrante.

Três meses de investigações

A polícia deu início às investigações há três meses após apreensão de um quilo de cocaína pura em um hostel em Santa Teresa, no Centro. Um quarto era utilizado como laboratório para a preparação e endolação da droga.

Ainda de acordo com as investigação, a dupla adquiria grande quantidade de cocaína na comunidade do Fallet e Fogueteiro, custeada por Rafael e a revendia por meio de André a jovens de classe alta do Rio e, principalmente, a turistas durante o período olímpico. Os dois também exportavam drogas para países europeus como Espanha e Holanda, onde cada quilo da cocaína era vendido pelo valor de 10 mil euros (cerca de R$ 35 mil).

Durante as diligências desta quinta-feira, foram encontrados na residência de André aproximadamente dois quilos de maconha, uma estufa de cultivo de skank contendo uma muda, insumos e farto material para preparo do entorpecente, além de diversos artigos de tabacaria sem os devidos comprovantes de procedência.

Na residência de Rafael, agentes da especializada realizaram sua captura e apreenderam R$ 38 mil e 10 mil euros (R$ 35 mil). 

Últimas de Rio De Janeiro