Projeto ‘Portela dá Trabalho’ oferece 1.600 chances de emprego em sua 47ª edição

Profissionais de RH de 15 empresas irão entrevistar os candidatos na quadra da agremiação

Por O Dia

Rio - Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos deixarão saudade. Não só porque deram um contagiante ritmo de festa ao Rio no último um mês e meio, mas porque proporcionaram 90 mil postos de trabalho temporários pelo Comitê Organizador e em empresas parceiras. Significa que um público equivalente à lotação do estádio londrino de Wembley —o segundo maior da Europa, que comporta quase 12 mil espectadores a mais que o Maracanã — foi beneficiado e voltará a ficar desempregado. Outras 2.981 oportunidades, porém, começam a surgir no estado já nesta semana.

Projeto da Azul e Branca de Madureira oferecerá cerca de 1.800 vagas%2C incluindo 200 para pessoas com deficiênciaEstefan Radovicz / Agência O Dia

A nutricionista carioca Isabela Ferreira, de 27 anos, viu em uma vaga de dois meses para os Jogos a chance de voltar a trabalhar depois de nove meses desempregada. Ela foi responsável pelo controle da alimentação de funcionários, voluntários e atletas na arena do tênis. Agora, está novamente disponível para o mercado. “Tenho procurado vagas em sites e redes sociais. No início do ano, comecei a fazer pós-graduação para me preparar ainda mais”, conta ela, formada desde 2012.

Em terra de bambas, desta vez a maioria das vagas não virá do esporte, mas do samba. Na terça-feira, o projeto ‘Portela dá Trabalho’vai oferecer 1.600 chances de emprego em sua 47ª edição, além de mais de 200 voltadas para pessoas com deficiência.

Profissionais de RH de 15 empresas irão entrevistar os candidatos na quadra da agremiação (Rua Clara Nunes 81, Madureira), das 9h às 14h. Diversos níveis de escolaridade serão contemplados. A média salarial é de R$ 1.750. 

A nutricionista Isabela Ferreira (primeira à esq.)%2C que trabalhou no evento%2C voltou a procurar empregoarquivo pessoal

Entre as funções que serão selecionadas estão atendente de restaurante, auxiliar de serviços gerais, balconista, barman, bombeiro hidráulico, cabeleireiro, caixa, cozinheiro, copeiro, garçom, manicure, motorista, operador de telemarketing, porteiro e segurança. Um dos destaques desta edição será a seleção de 450 consultores de venda, com ou sem experiência.

A Secretaria Estadual de Trabalho também anunciou 1.181 oportunidades com salários de até R$ 3 mil e benefícios. Há chances para formação entre o Ensino Fundamental incompleto e o superior completo. Três são para deficientes (promotor de vendas e garçom, com Ensino Médio).

Existem 860 vagas na capital, com destaque para repositor de mercadorias (179), operador de telemarketing (120), operador de caixa (91) e motorista de ônibus (70). São 282 na Região Metropolitana, incluindo 150 para fiscal de loja e 100 para almoxarife. Na Região Serrana, há 31 chances, como para armazenista (16) e ajudante de motorista (4). O Médio Paraíba tem cinco (empregado doméstico, pedreiro, mecânico de aparelhos esportivos, manicure e cozinheiro).

Feirão dá chances para pessoas com deficiência

A unidade do Senac em Botafogo (Rua Bambina 107) recebe a partir de hoje o Feirão de Empregos para Pessoas com Deficiência, das 9h às 16h, com entrada gratuita. O evento reunirá cerca de 20 empresas. O Senac não divulgou o número total de vagas oferecidas. Instituições do governo e organizações de classe promoverão ações de cidadania voltadas para a empregabilidade e formação profissional para deficientes.

O feirão acontece durante a Semana da Empregabilidade Inclusiva, que contará com atividades culturais e palestras, de hoje até sexta-feira, em diversos pontos do Rio.

Amanhã, a programação será na Faculdade Unisuam, em Bonsucesso. Na quarta-feira, receberão o Shopping de Caxias, na quinta, a Vila Olímpica Miécimo da Silva, em Campo Grande, na quinta, e a Catedral São Sebastião, no Centro, na sexta. 

Também na sexta, Dia da Pessoa com Deficiência, o evento recepcionará atletas paraolímpicos, ONGs que atendem o público e personalidades que defendem a causa.

Transformação das arenas em legado pode absorver mão de obra

A Associação dos Magistrados do Trabalho da Primeira Região (Amatra1)faz um alerta para a onda de desemprego que deverá ocorrer no Rio com o término do megaevento. A instituição estima que, incluindo as 50 mil pessoas que atuaram como voluntárias nos Jogos, até 140 mil profissionais ficarão disponíveis para o mercado de trabalho. Dos 90 mil contratados em regime temporário, 5 mil foram empregados pelo Comitê Organizador e 85 mil por prestadoras de serviço.

“Só o setor de Construção Civil calcula que 30 mil profissionais ficarão desempregados após os Jogos no estado. O evento gerou uma demanda muito grande por mão de obra. Quiosques na praia, pequenos restaurantes, hostels e hotéis, por exemplo, tiveram que contratar pessoal extra para atender à demanda de mais de 1 milhão de pessoas que vieram visitar o Rio. Esse pessoal também ficará disponível”, aponta o coach e especialista em Finanças Alexandre Prado, presidente da consultoria Núcleo Expansão.

Prado ressalta que parte dos trabalhadores poderá ser absorvida por alguns meses pela desmontagem e transformação de arenas, como a Arena do Futuro, na Barra, que dará lugar a quatro escolas. “Além disso, existe um plano da prefeitura chamado ‘Em frente Rio’, com dez projetos de mobilidade, logística, infraestrutura e saneamento, que será a continuidade do legado e estima-se que vai gerar 38 mil empregos.”

SERVIÇO

PORTELA DÁ TRABALHO
Podem participar da seleção homens e mulheres, a partir de 18 anos. Os documentos necessários para a entrevista são cópias da identidade e do CPF, carteira de trabalho (CTPS) e currículo atualizado. Interessados em vagas de motorista devem levar carteira de habilitação (C, D ou E). Deficientes precisam estar com a cópia do laudo médico. Os candidatos serão entrevistados, entre 9h e 14h, na quadra da Portela, que fica na Rua Clara Nunes 81, em Madureira, Zona Norte.

15 EMPRESAS
Participarão do evento Casa & Vídeo, Contax, Grupo Redentor, Hinode, Lojas Americanas, Nutrab, Personal Service, RH10, SindRio, Supermercados Guanabara, SuperPrix, UP Essence, Verzani & Sandrini, Vida Útil e Walter’s Coiffeur.

SETRAB
As inscrições para se candidatar às vagas coletadas pela Secretaria Estadual de Trabalho e Renda (Setrab) podem ser feitas diretamente nos postos SINE/Setrab (confira os endereços em www.rj.gov.br/web/setrab/), que funcionam das 8h30 às 17h, de segunda a sexta-feira, ou no site maisemprego.mte.gov.br. Para inscrição, é necessário levar CTPS, PIS/NIT/Pasep (se não possuir, o sistema gerará um número no cadastro) e CPF. Para verificação de oportunidades, bastam documento de identificação com foto e CPF. Já para atualização cadastral, CTPS e CPF.

Últimas de Rio De Janeiro