Conferências discutem a produção das cidades e a importância do planejamento

Com o tema 'A Cidade e a Urgência do Projeto' os eventos discutirão a produção das cidades e a importância do planejamento em várias esferas: acadêmica, profissional e social

Por O Dia

Rio - O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ) realizará nos dias 24, 26 e 27 de setembro a II Conferência Estadual de Arquitetos e Urbanistas e 5º Encontro com a Sociedade. Com o tema “A Cidade e a Urgência do Projeto”, os eventos discutirão a produção das cidades e a importância do planejamento em várias esferas: acadêmica, profissional e social.  

Entre os participantes das palestras e debates estão os arquitetos e urbanistas Flavio Villaça, Indio da Costa, Nádia Somekh, Luiz Carlos Toledo,  o economista Marcelo Néri e a geógrafa Ana Lúcia Brito. 

A queda da ciclovia Tim Maia no começo deste ano, as transformações urbanas em decorrência de grandes eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas e a elaboração do plano de desenvolvimento metropolitano, além da revisão em curso da Lei de Licitações são algumas questões que tornam essencial a discussão sobre como as cidades são produzidas e planejadas e sobre o importante papel dos arquitetos e urbanistas nesse processo. 

“Planos e projetos completos são instrumentos fundamentais para o desenvolvimento das cidades e para a segurança das obras públicas e privadas”, afirmou o presidente do CAU/RJ, Jerônimo de Moraes. “Queremos ampliar a discussão e o conhecimento sobre a complexidade e importância do trabalho prévio necessário para o início de uma obra, sobre a responsabilidade dos arquitetos e urbanistas no desenvolvimento das cidades”, acrescentou.

5º Encontro com a Sociedade 

O 5º Encontro com a Sociedade, que nesta edição faz parte da II Conferência, tem como objetivo manter e solidificar o canal de diálogo com todos os integrantes da sociedade civil organizada ou não, iniciado em 2012 pelo CAU/RJ. O evento acontece no sábado, 24 de setembro, das 9h às 15h.  

A discussão do papel social da arquitetura e a responsabilidade do projeto abre os Diálogos do CAU, com a participação de representantes da Fundação Bento Rubião, do grupo Rocinha Sem Fronteiras e do arquiteto e urbanista Luiz Carlos Toledo, que elaborou o Plano Diretor Socioespacial da comunidade. 

As experiências de Habitação de Interesse Social, assistência técnica e o programa Minha Casa Minha Vida serão debatidos por integrantes do Observatório das Metrópoles, Caixa Econômica, da União de Moradia Popular e Pastoral de Favelas. 

O último debate do 5° Encontro tratará do “Legados das obras nas cidades: qual a nova agenda urbana?” e contará com a participação de representantes da Empresa Olímpica Municipal, da Casa Fluminense e do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas. 

II Conferência Estadual de Arquitetos e Urbanistas do Rio de Janeiro 

A II Conferência abordará quatro subtemas em suas mesas de debate, no primeiro dia de conferência, e grupos de discussão, no segundo dia. São eles: As escalas do planejamento: a cidade e a metrópole; A memória e a paisagem urbana: o projeto e o partido; A qualidade da concepção de projeto e da execução da obra; O ensino e a ética de projeto. 

Segunda-feira, 26 de setembro, haverá duas sessões dos Diálogos do CAU. A primeira discutirá “O planejamento urbano: planejamento estruturante e o projeto de país”, com a participação do arquiteto e urbanista Flávio Villaça. 

Já “O projeto de arquitetura: o êxito do desenvolvimento do projeto completo”, será debatido pelos presidentes do CAU/RJ, Jerônimo de Moraes, e do IAB-RJ, Pedro da Luz, e pelo arquiteto e urbanista Indio da Costa.

Terça-feira, 27 de setembro, além dos grupos de discussão, haverá o último Diálogo do CAU – “O Congresso UIA 2020 – A visão de futuro, o profissional e o CAU”, sobre o evento internacional que reunirá no Rio de Janeiro cerca de 15 mil arquitetos e urbanistas estrangeiros e brasileiros.

 

Últimas de Rio De Janeiro