Procon descarta 144 kg de bolos vencidos em padaria na Baixada Fluminense

Na mesma operação, fiscais descartaram ainda 106 kg em supermercado

Por O Dia

Rio - O Procon Estadual autuou uma padaria e uma filial de supermercado, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na tarde desta segunda-feira, após encontrar irregularidades nos estabelecimentos. No caso do mercado, os fiscais descartaram 106 kg de linguiça do tipo toscana. Já na Padaria e Confeitaria Thissalea, o órgão encontrou 144 kg de bolos que estavam vencidos ou sem especificação de validade.

Além disso, os produtos estavam mal armazenados e em contato com superfícies sujas. Na padaria, os fiscais encontraram ainda muita sujeira e mofo na câmara frigorífica. De acordo com o Procon, na área de produção de salgados, a fiação estava exposta, a lixeira não possuía tampa e o ralo estava aberto.

Foram encontrados ainda cinco botijões de gás conectados, contrariando o que determina o certificado do Corpo de Bombeiros. Eles tiveram as saídas de gás lacradas pelos fiscais e foram retirados do local. Os certificados de potabilidade da água e de dedetização não foram apresentados.

Fiscais do Procon descartaram ainda 106kg de linguiça na filial do supermercado Guanabara%2C em Duque de Caxias%2C nesta segunda-feiraDivulgação

Os fiscais determinaram a limpeza da caixa d'água, a dedetização e a apresentação dos comprovantes destas ações na sede do Procon Estadual em até 15 dias. Também não havia cartazes informativos sobre o Disque 180 (telefone de denúnica de violência contra a mulher) e o de fornecimento de água potável e gratuita ao consumidor.

Procurado pelo DIA, o representante da padaria afirmou que as irregularidades serão solucionadas dentro do prazo. Já a rede de supermercados Guanabara ressaltou que o material descartado não estava na área de venda.

"A empresa esclarece ainda que apura internamente o ocorrido, pois faz questão de seguir e respeitar todas as recomendações da Vigilância Sanitária, além de cumprir todas as normas estabelecidas pelos órgãos competentes dos governos federal, estadual e municipal", completou, em nota.

Últimas de Rio De Janeiro