Por gabriela.mattos

Rio - A quantidade de lixo recolhido nas ruas da cidade durante as eleições teve redução de 63,7% em relação à última votação, realizada em 2014. Foram retiradas 126,9 toneladas de resíduos ao longo do domingo passado. Há dois anos, foram 350 toneladas de resíduos. Nas últimas eleições municipais, a quantidade de lixo eleitoral foi ainda maior: 384 toneladas.

Nas ruas do Centro e da Zona Sul no domingo, viam-se poucos santinhos no chão. A engenheira Giulia Tucci, de 32 anos, levantava uma bandeira de Marcelo Freixo na Escola Municipal Roma, em Copacabana, mas para ela o clima estava diferente de outras eleições. Durante a semana passada, ela disse que ouviu de muitas pessoas que não sabiam o dia de votar. “As eleições estão bem estranhas, a campanha foi muito corrida”, declarou.

'Santinhos' colados no chão%2C devido à chuva%2C deram trabalhoEfe

A Comlurb intensificou a equipe de limpeza nas imediações dos locais de votação, destacando 1.580 garis para o serviço. Segundo o órgão, foram trabalhos intensos porque, com a chuva, o papel dos santinhos aderiu ao chão. Os profissionais contaram com o apoio de caminhões coletores e basculantes, carros-pipa e varredeiras mecânicas. A limpeza começou às 7h e foi reforçada às 17h, com o término das votações. Na madrugada do domingo, todas as ruas estavam limpas, de acordo com a Comlurb.

A fiscalização do Lixo Zero esteve nas ruas e multou 111 pessoas, mas nenhuma relacionada à panfletagem.

Você pode gostar