Por karilayn.areias
Juraci e Leonardo%3A Homem é suspeito de tentar matar a namoradaReprodução TV

Rio - Leonardo Vargas de Oliveira, apontado como o agressor da namorada, Juraci Pereira da Silva, foi preso na manhã desta quinta-feira por agentes da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam). No fim de setembro, a vítima foi agredida no bairro Santa Eugênia, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Leonardo foi reconhecido por parentes de Juraci que viram as imagens das câmeras de segurança do local do crime. O vídeo mostra um homem atropelando Juraci com uma motocicleta. Em seguida, o rapaz chuta e dá socos na mulher, além de pisar pelo menos nove vezes na cabeça dela.

O crime ocorreu no dia 24 de setembro. Segundo os parentes da vítima, os dois saíram juntos para uma escola de samba, mas somente Leonardo retornou, contando à família da namorada que ela havia desaparecido. Os parentes desconfiaram e começaram a procurá-la. Juraci foi encontrada internada no Hospital da Posse, em Nova iguaçu, com o rosto desfigurado e só foi reconhecida por conta de um sinal de nascença no pé. 

Na delegacia, Leonardo negou todas as acusações. Durante as buscas, policiais encontraram na casa dele uma roupa camuflada, semelhante às usadas pelas Forças Armadas, munição e duas armas de brinquedo.

Imagens de câmeras de segurança próximas ao local do crime mostram homem atropelando e espancando mulher em Nova IguaçuReprodução TV

Leonardo e Juraci estavam juntos há três anos, apontam as investigações. Há cerca de um ano ele chegou a agredir e ameaçar a namorada, que preferiu não registrar queixa na delegacia. Leonardo vai responder por tentativa de homicídio. A pena máxima para este de crime é de até 30 anos de prisão.

Leonardo vai ser transferido nesta sexta-feira para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio. O acusado tem passagens por lesão corporal, inclusive contra uma parente.

Você pode gostar