Por karilayn.areias

Rio - Uma ação da Light identificou nesta quinta-feira mais de 600 gatos de energia no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Funcionários da empresa fiscalizaram estabelecimentos comerciais e residenciais nos bairros Vila de Cava, Posse, Santa Rita, Austin, Miguel Couto e Figueiras.

Ao todo, 800 inspeções foram feitas para combater as fraudes no consumo de energia. Destes, 611 irregularidades foram detectadas. O índice de acerto da companhia em identificar e confirmar as fraudes chegou a 75% (de cada 100 clientes, 75 estavam em fraude).

Durante a operação, uma Agência Móvel da Light esteve presente na Praça de Figueira (Estrada Velha de Iguaçu com a Rua Major Sá Freire), prestando diversos serviços aos clientes como, por exemplo, atualização de dados cadastrais, mudança de titularidade, 2ª via de conta, entre outros.

De janeiro até setembro de 2016, a concessionária já realizou mais de 80 ações desse tipo, com 40 mil inspeções efetuadas e 20 mil irregularidades constatadas, chegando a 50% de efetividade. Ou seja, a cada 100 clientes, metade consumia energia de forma irregular. A polícia também efetuou 46 prisões e 287 registros de ocorrência no período.

O furto de energia afeta tanto quem faz o “gato” como quem paga suas contas em dia. Ele amplia a probabilidade de interrupções no fornecimento, pois causa sobrecarga no sistema elétrico e pode ocasionar acidentes fatais, além de incêndios e danos à rede da Light. Se não houvesse furto de energia as contas seriam 17% mais baratas.

Quem quiser denunciar o furto de energia pode entrar em contato por meio dos seguintes canais: Site: www.light.com.br,  call center: 0800 021 0196 ou redes sociais: (twitter.com/lightclientes e facebook.com/lightclientes).

Você pode gostar