Estado de saúde de sargento baleado por PM em shopping é grave

Militar fará cirurgia e permanecerá internado em Unidade de Tratamento Intensivo

Por O Dia

Rio - O estado de saúde do terceiro sargento da Marinha baleado por um policial militar durante uma discussão na praça de alimentação do ParkShopping Campo Grande, na Zona Oeste, é grave, segundo o Comando do 1° Distrito Naval. O fuzileiro naval Jonathas Macedo Rodrigues deu entrada no Hospital Naval Marcílio Dias na madrugada desta quinta-feira com ferimentos no região de tórax direito, braço direito e pelve.

Sargento foi baleado por conta de briga por cadeiras em praça de alimentação do ParkShopping Campo Grande Reprodução Facebook

Segundo a assessoria da Marinha, o militar precisará ser submetido a um procedimento cirúrgico e permanecerá internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital. Os primeiros socorros foram feitos por bombeiros no shopping e em seguida, Jonathas chegou a ser atendido no Hospital Municipal Rocha Faria, de onde foi transferido para a instituição militar. Na unidade, seu estado era considerado estável.

Na manhã desta quinta-feira, o PM Robson Rodrigues Alves, lotado no 14º BPM (Bangu), apresentou-se ao Quartel General do Rio como autor dos disparos, segundo o delegado Fábio Souza, da 35ª DP (Campo Grande). 

O homem está há 19 anos na corporação e desde o início da carreira era encarregado de serviço interno por ter sido diagnosticado com problemas psicológicos. Ele deve ser transferido para a Unidade Prisional da Polícia Militar nos próximos dias. O veículo do PM e a pistola calibre 380 usada no crime foram apreendidos.

No momento da confusão e dos disparos, nesta quarta-feira, o shopping estava cheio por causa do feriado do Dia das Crianças. Houve um grande tumulto. Segundo relatos, as pessoas se esconderam em lojas e alguns clientes chegaram a passar mal.

Nas redes sociais, muitos disseram ter ficado aterrorizados. "Nunca vi isso aqui, foi horrível. Todos tiveram que sair do shopping", contou uma das moradoras de Campo Grande que estava no shopping. "Foi assustador", reforçou outro.

O ParkShopping Campo Grande informou que lamenta o ocorrido e prestou assistência aos familiares.

Últimas de Rio De Janeiro