Paes quer passar imagem de profissionalismo e evitar críticas do novo prefeito

Há uma determinação em todos os setores para que contratos, programas e projetos sejam revisados de forma clara e organizada

Por O Dia

Rio - Transição é a palavra de ordem nas secretarias e demais repartições da prefeitura. Há uma determinação em todos os setores para que contratos, programas e projetos sejam revisados e estejam disponibilizados de forma clara e organizada para o futuro prefeito em 2017.

Eduardo Paes quer passar imagem de profissionalismo e não dar margem para eventuais críticas de Marcelo Crivella (PRB) ou Marcelo Freixo (Psol) quando um deles vier a ocupar o Palácio da Cidade ano que vem. Paes é o potencial candidato do PMDB para o governo do estado em 2018.

Temperatura vai subir

O debate ameno entre Crivella e Freixo na TV Bandeirantes não vai se repetir nos próximos embates na televisão. 

Descanso na imagem

Como Freixo teve postura incisiva contra Flávio Bolsonaro e Pedro Paulo nos dois últimos debates do primeiro turno, optou por adotar uma atitude mais ‘light’ na abertura do segundo turno. Uma espécie de descanso na imagem, para não parecer agressivo. Para tentar reverter a ampla vantagem de Crivella nas pesquisas, o psolista será mais contundente daqui para frente.

Lava Jato

Caso Crivella volte a falar que Freixo tem “apoio de partidos do Petrolão”, o psolista contra-atacará dizendo que Crivella fechou aliança com o PP, legenda com mais políticos citados na Operação Lava Jato.

Ciúme policial

O Informe antecipou, em 24 de julho, a preferência do Palácio Guanabara por Roberto Sá para o comando da Secretaria de Segurança. A escolha de um policial federal foi estratégica: o governo do estado nem chegou a cogitar nomes das polícias Civil ou Militar. Isto, para não gerar ciumeira em uma das duas instituições a ele subordinadas.

Entrega do prefeito

Futuro prefeito de Guapimirim, Zelito Tringuelê (PDT), de 47 anos, foi visto pela cidade entregando... quentinhas — a profissão lhe garantiu o sustento na juventude. Eleito com 57% dos votos, ele diz que quer melhorar a merenda das escolas.