Acusado de matar policial da Core se entrega

Phelipe Pacheco de Melo, o Lipão, de 23 anos, se apresentou à Delegacia de Homicídios, junto com advogados e familiares. Ele confessou o crime

Por O Dia

Rio - Apontado como o autor dos disparos que matou o policial civil Fabiano Ribeiro Besada, da Coordenadoria de Recursos Espeiciais (Core), Phelipe Pacheco de Melo, o "Lipão", de 23 anos, se entregou, na noite deste domingo, na Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital). Ele foi à unidade acompanhado de três advogados e de seus familiares.

Ygor Souza Lucena%2C conhecido como 'Furinho' e Dionísio Vieira da Cruz%2C o 'Nisinho' são procurados pela morte de policial da Core. Phelipe Pacheco de Melo%2C o 'Lipão', se entregou neste domingoDivulgação

De acordo com a DH, ele confessou o assassinato do policial na noite de 5 de outubro, no Méier, Zona Norte do Rio, em uma tentativa de assalto. Phelipe foi ouvido contra ele cumprido mandado de prisão temporária que havia sido expedido pela Justiça. 

Segundo o Delegado Brenno Carnevale, da Divisão de Homicídios, os bandidos seguiram o carro da vítima e aproveitaram para realizar a abordagem no momento em que o trânsito na via foi interrompido por um caminhão de lixo, impossibilitando assim que o policial saísse do local. O agente foi morto com um tiro na cabeça.

Fabiano estava na Core, unidade de elite da Civil, há sete anos e levava sua namorada, identificada como Ana Carolina, para casa, no Méier. Os dois haviam jantado em um restaurante japonês momentos antes. Já no carro e perto de seu destino foram abordados pelos assaltantes, na rua Dona Claudina. Uma moto parou na frente do carro de Fabiano que não teria visto que comparsas estavam em outro veículo, dando cobertura ao assalto.

Últimas de Rio De Janeiro