Após morte na Praça Seca, Bope faz busca por criminosos na Covanca

Um motorista de 41 anos foi assassinado durante tentativa de assalto e um jovem de 26 anos foi baleado ao tentar fugir dos criminosos

Por O Dia

Rio - Policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) realizaram na manhã desta quarta-feira operação nas comunidades da Covanca e São José Operário, no bairro da Praça Seca, na Zona Oeste do Rio. 

De acordo com a polícia, a ação foi desenvolvida a partir de informações recebidas pela Seção de Inteligência do Bope que teve como objetivo acabar com os confrontos na região de Jacarepaguá por criminosos da Covanca.  

Foram apreendidos um fuzil calibre 5.56, um fuzil AK 47, um fuzil AR 10 calibre 7.62, 10 carregadores de fuzil, 36 munições para AK 47, 11 munições calibre 7.62, 1.665 pinos de cocaína, 235 trouxinhas de maconha, um tablete de maconha, 47 comprimidos de ecstasy, 195 papelotes de cocaína, dois rádiotransmissores e 15 cadernos de anotação. A ação foi registrada na 41º DP (Tanque). 

Palco de confrontos por facções rivais e morte

A operação do Bope nas comunidades na Praça Seca ocorre após um dia um homem de 41 anos ter sido morto e um bacharel em Direito ter sido baleado na noite de terça-feira. 

De acordo com a polícia, um grupo de bandidos que estava fugindo do Morro São José Operário tentaram roubar uma moto na Rua Florianópolis. Ricardo Francisco, de 41 anos, se assustou quando foi surpreendido pelos criminosos e foi alvejado. Ele morreu no local.

Um jovem de 26 anos que estava atravessando a rua também foi baleado. O bacharel em Direito Helton Ribeiro Duarte tentou fugir e foi alvo dos criminosos. Ele foi atingido nas costas e o tiro perfurou o pulmão.
Ele está internado no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. E seu estado de saúde é estável.

Os bandidos conseguiram fugir.

Últimas de Rio De Janeiro