Empresária é espancada na porta de casa na Zona Sul

De acordo com ela, não houve roubo, 'apenas' agressão por parte de três homens. Fotos na web mostram a mulher com o rosto roxo e inchado

Por clarissa.sardenberg

Rio - Uma empresária denunciou nas redes sociais que foi espancada por três homens "gratuitamente" na porta de casa, na Rua Joaquim Nabuco, em Ipanema, Zona Sul do Rio. Renata Cordeiro Guerra, de 42 anos, contou em sua página no Facebook que os jovens só deixaram o local porque o porteiro apareceu. De acordo com ela, não houve roubo, "apenas" agressão. As fotos na web mostram Renata com o rosto roxo e inchado.

Empresária Renata Cordeiro Guerra publicou relato de 'agressão gratuita' nas redes sociais Reprodução Facebook

"Três homens me atacaram, não levaram celular nem bolsa, só me agrediram e foram embora. Eu estava na porta do meu prédio esperando para entrar. Cuidado, principalmente as meninas. Os caras ainda sairam rindo da situaçao. Foram embora porque o porteiro apareceu. Cuidem-se por favor", alertou ela.

A empresária é fundadora da ONG Felipe Cordeiro Guerra Nigri depois que seu filho morreu, em abril de 2014, aos 13 anos, com câncer no cérebro. Ela trabalha por melhores tratamentos para crianças, sobretudo com câncer.

Nas últimas eleições, ela foi candidata a vereadora pelo Partido Novo (PN), obteve 16 mil votos, mas não foi eleita.

A Polícia Civil informou que tomou conhecimento do fato, mas que não houve comunicação formal da vítima na delegacia, o que é necessário em se tratando de crime de lesão corporal. A 14ª DP (Leblon) tenta contato com a empresária para saber mais detalhes do ocorrido.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia