Operação policial deixa 1.373 alunos sem aula na região da Vila Cruzeiro

Segundo o comando da UPP Parque Proletário, agentes que patrulhavam a região foram recebidos a tiros. No confronto, um PM foi baleado na perna

Por clarissa.sardenberg

Rio - Uma operação policial feita na manhã desta quinta-feira no Complexo da Penha, deixou 1.373 sem aula, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação do Rio. Segundo a 4ª Coordenadoria Regional de Educação, três escolas, duas creches e um Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) estão sem atendimento na região da Vila Cruzeiro e entorno. 

Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Parque Proletário, agentes que patrulhavam a região foram recebidos a tiros na Rua A, por volta das 7h desta quinta-feira. No confronto, um PM foi baleado na perna.

O ferido foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Há uma operação em andamento para encontrar os criminosos. O policiamento foi reforçado pelo 16º BPM (Olaria).

Até o momento da publicação da reportagem, as escolas estaduais estavam funcionando, de acordo com a Pasta. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia