Três pessoas são presas durante operação em bingo clandestino de Niterói

De acordo com a polícia, elas serão indiciadas pelos crimes de prática de jogo de azar e crime contra a economia popular

Por O Dia

Rio - Três pessoas foram presas durante uma operação de busca e apreensão, realizada na madrugada e manhã desta sexta-feira, em um bingo clandestino em Niterói. De acordo com a polícia, elas foram levadas para a 76ª DP (Centro) e serão indiciadas, inicialmente, pelos crimes de prática de jogo de azar e crime contra a economia popular. O bingo funcionava em uma casa no bairro de Piratininga que foi identificada após uma denúncia recebida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) de que o local seria controlado pelo contraventor Aílton Guimarães Jorge, conhecido como Capitão Guimarães.  

No imóvel foram apreendidos 31 vídeo-bingos, materiais que comprovam a prática do jogo, cerca de R$ 3 mil em dinheiro, computadores, celulares e pen-drives. Em uma das salas do local funcionava uma central de monitoramento que controlava a movimentação por câmeras de vigilância. O material apreendido irá subsidiar a investigação, ainda em andamento.

A ação foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em auxílio à 7ª Promotoria de Investigação Penal da 2ª Central de Inquéritos e apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) do MPRJ, que participou das investigações.

 


Últimas de Rio De Janeiro