Por gabriela.mattos

Rio - O ex-governador Anthony Garotinho disse nesta terça-feira que sua mulher, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, permanecerá no cargo apesar de ter o mandato cassado na segunda-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), junto com o vice-prefeito, Dr. Chicão, e o então secretário de Comunicação, Mauro Silva, por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação.

“Eles foram acusados de publicar matérias no site da prefeitura e com isto ter beneficiado Rosinha. Com todo respeito aos ilustres juízes, ela foi reeleita, em 2012, com 70 mil votos a mais que a soma dos outros cinco candidatos. Achar que o site da prefeitura tenha capacidade de influenciar os 170 mil eleitores que votaram nela é pouco razoável”, disse Garotinho.

O ex-governador garantiu que a prefeita recorrerá da decisão para completar seu mandato na prefeitura, que se encerra em dezembro.

Você pode gostar