Informe: Crivella diz que carioca 'não será mais garfado nas tarifas de ônibus'

Durante campanha, o então candidato criticou a relação de empresários do setor com a Prefeitura do Rio

Por O Dia

Rio - No evento que celebrou sua eleição, domingo, Marcelo Crivella (PRB) disse que o carioca “não será mais garfado nas tarifas de ônibus”. Durante toda a campanha, o então candidato criticou a relação de empresários do setor com a prefeitura e afirmou que não reajustará o preço das passagens por pressão de companhias.

Perguntada se poderá haver redução nas tarifas, a assessoria de Crivella não descartou a possibilidade. Mas disse que, antes, é preciso ver contratos e analisar as contas.

Risco

Apoiador das isenções fiscais, Pezão pode vetar o projeto de lei que a Assembleia Legislativa aprovou, que proíbe novas concessões pelos próximos 2 anos. Mas o governador, que voltou ontem ao cargo, corre sério risco de ver a Alerj derrubar seu veto.

Saia-justa

No plenário, o deputado Pedro Fernandes (PMDB) falou ontem em “isenções criminosas” ao se referir a benefícios concedidos pelo governo a termas. Ferrenho defensor de benefícios fiscais, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marco Capute, assistiu ao discurso com cara de paisagem.

Raspando

Na volta ao cargo, Pezão passou raspando no primeiro teste de fogo: fazer com que a Alerj reconhecesse o estado de calamidade para escapar da Lei de Responsabilidade Fiscal. “Aprovamos por causa do pedido do presidente (da Casa, Jorge Picciani). A vontade da base era outra”, diz um peemedebista. 

Fator Zona Oeste

Assim que saiu o resultado oficial da eleição de Crivella, o deputado Jorge Felippe Neto (DEM) comemorou: “Mais uma vez a Zona Oeste salvou o Rio”, disse, referindo-se à expressiva votação do candidato na região.

Dança da chuva

Um aliado de Crivella afirma que Indio da Costa (PSD) tem feito a “dança da chuva” para ver se “pinga alguma gota para beber”. Indio, por sua vez, jura que não pleiteia cargo algum no futuro governo. E atribui as críticas que tem recebido a fofocas.

Últimas de Rio De Janeiro