Mulheres são agredidas na Feira de São Cristóvão

Motivação do crime seria homofobia, relatam as vítimas

Por O Dia

Rio - Três mulheres foram agredidas por um homem na Feira de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, no último sábado. De acordo com as vítimas, o motivo do crime seria homofobia. 

Segundo uma da mulheres, elas estavam cantando em um karaokê quando se abraçaram e o rapaz passou e olhou com ar de reprovação. Em seguida, o homem — que seria um estudante de 26 anos — teria dado uma garrafada na cabeça de uma delas e destribuídos tapas e empurrões. 

Após agressão, as mulheres chamaram a polícia. As moças e o homem foram levados para a 17° DP (São Cristóvão). Ainda segundo as vítimas, elas foram obrigadas a prestar depoimento do lado do agressor, causando um enorme constrangimento.

A reportagem do O DIA entrou em contato com a Polícia Civil que ainda não respondeu o motivo das mulheres terem  prestado depoimento na mesma sala que o acusado. O nome do rapaz não foi divulgado e o caso foi registrado na  17° DP (São Cristóvão). 

De acordo com coordenador do programa Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento, nos últimos seis meses foram registrados 30 casos de agressões físicas graves e 15 homicídios contra homossexuais. 

Últimas de Rio De Janeiro