Procurado por morte de dentista fez 18 anos há dois meses e tem várias passagens

Douglas de Melo tem ao menos sete apreensões, três por fato análogo à associação ao tráfico de drogas e uma por tentativa de homicídio

Por O Dia

Douglas de Melo%2C conhecido como Miguelinho%2C é procurado pela morte da dentista Priscila Soares Nicolau dos ReisDivulgação

Rio - Douglas de Melo completou 18 anos no dia 25 setembro deste ano, mas o currículo dele no crime é extenso, com apreensões ainda menor por fatos análogos à associação ao tráfico e tentativa de homicídio. De acordo com a delegada Marcela Ortiz, da delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital), Miguelinho, como é conhecido, é um dos autores da morte da dentista Priscila Soares Nicolau dos Reis, na Estrada das Furnas, no Itanhangá, durante uma fuga após a invasão frustrada ao Morro do Banco, na qual era um dos líderes. 

"Nós ainda estamos identificando os líderes. Um deles é o Miguelinho, que é cria da região. Como é dali, sabe que não tem uma facção dominante e viu uma facilidade porque não teria que expulsar ou ter esse confronto com outra facção. Aí reuniu um grupo fortemente armado para tentar implementar o tráfico de drogas na comunidade", disse a delegada. 

Os pedidos de prisão contra Miguelinho e outros dois comparsas já presos foram expedidos pela Justiça. A delegada disse não ter dúvidas que eles participaram da morte da dentista ao tentarem roubar o seu carro. Eles responderão por latrocínio (roubo seguido de morte).

Apesar da investigação estar bastante adiantada, a especializada ainda realiza diligências para identificar outros integrantes que tentaram invadir a favela. De acordo com a delegada Ortiz, pelo menos 15 participaram da ação de tomada à comunidade. O Disque-Denúncia oferece recompensa de R$ 1 mil por informações que levem a sua prisão. 


Últimas de Rio De Janeiro