Por gabriela.mattos
Nilson da Silva Sousa é acusado de ser um dos chefes da rebelião que ocorreu no Complexo do Pedrinhas%2C no Maranhão%2C em novembro de 2010Divulgação

Rio - Policiais do Comando de Operações Especiais (COE) prenderam, na tarde desta sexta-feira, um suspeito de chefiar uma rebelião no Complexo de Pedrinhas, no Maranhão, em novembro de 2010. Conhecido como Diferente, Nilson da Silva Sousa foi encontrado no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, com apoio e dado de inteligência da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança.

Na época da rebelião, 18 pessoas foram mortas, sendo três por decapitação. De acordo com informações da polícia, o suspeito fugiu do Presídio São Luís, no dia 23 de maio deste ano. Ele já havia fugido da penitenciária em fevereiro com outros dois detentos, mas foi recapturado após um assalto a uma agência dos Correios, na cidade de Imperatriz, também no Maranhão.

Durante a operação, realizada nesta tarde, houve confronto entre bandidos e policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Segundo a polícia, Nilson apresentou um documento de identidade falso, mas foi reconhecido pelas tatuagens e por características físicas. Depois, foi levado à Central de Garantias, onde foi confirmada a identidade do foragido.


Você pode gostar